SILVIO DUTRA

 -  - SILVIO DUTRA
Total Visualizações: 6636
Texto mais lido:
Há Alguma Coisa Difícil Demais para o Senhor? – P 2 - Total: 274
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 291
10 Autores mais recentes...
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
RUAN VIEIRA
FERNANDO DANIEL FRANCO DE CAMARGO
ELIAS OLIVEIRA DE JESUS
MARISA BARBOSA CAJADO
FATIMA HELUANY ANTUNES NOGUEIRA NOGUEIRA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1313245
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 238215
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 110814
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 102073
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 85807
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 47576
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 30734
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 29250
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 27810
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 24238
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 148
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Hebreus 2 - Verso 1 – P1


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

John Owen (1616-1683)

Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra
Versículo 1.
“Por esta razão, importa que observemos, com mais firmeza, às verdades ouvidas, para que delas jamais nos desviemos.” (Hebreus 2.1)

Neste segundo capítulo, o apóstolo declara o seu desígnio, e qual é o seu objetivo especial em relação àqueles a quem ele escreveu. Não foi meramente sua instrução, ou a informação de suas mentes e julgamentos que ele pretendia; embora isso também estivesse em seus olhos e necessário para seu propósito principal. Eles tinham, por sua instabilidade e desmaio nas provações, administrado ocasião de outro discurso. Além disso, ele previu que eles tinham grandes dificuldades e tentações para lidar com isso, e estava com muito zelo para não abandoná-los, 2 Coríntios 11:2,3. Seu principal objetivo, portanto, em toda esta epístola, (como foi declarado) era prevalecer com os hebreus para a firmeza na fé do evangelho, e diligência em atender a todos esses caminhos e meios pelos quais eles poderiam ser estabelecidos. O fundamento de suas exortações para esse propósito, ele coloca na incomparável excelência do autor do evangelho. Daí inferências justas e convincentes para a constância na profissão de sua doutrina e obediência a ele, tanto em absoluto quanto em respeito à competição montada contra ele pelas instituições mosaicas, fluem naturalmente.
E estas considerações o apóstolo divide em várias partes, interpondo, em grande sabedoria, entre o manuseio delas, aquelas exortações que pressionaram em direção ao seu fim especial, antes mencionado.
E neste curso ele prossegue por várias razões; pois, - Primeiro, Ele se importa com eles e nós em geral, que ao lidar com as doutrinas do evangelho concernentes à pessoa e aos ofícios de Jesus Cristo, não devemos nos satisfazer em uma especulação nua deles, mas esforçar-nos para alcançar nossos corações. animado por eles para a fé, amor, obediência e firmeza em nossa profissão. Isto ele aplica imediatamente a eles. Instâncias para este propósito nos são dadas neste capítulo, sobre sua declaração precedente das excelências de Cristo e a glória de seu reino, para que seus ouvintes não sejam estéreis e infrutíferos no conhecimento dele.
Em segundo lugar, quanto aos hebreus em particular, ele os tinha, por assim dizer, tão inundados com aquele dilúvio de testemunhos divinos que ele havia derramado no início de sua epístola, e aquela declaração celestial e gloriosa que ele fizera da pessoa do Messias, que ele acha que é necessário dar-lhes tempo para considerar qual era a tendência desse discurso sublime, e qual era o seu especial interesse nisso.
Em terceiro lugar, o apóstolo interpõe a sua exortação neste lugar, para ser uma aplicação do que foi antes entregue, de modo a levá-los, assim, à consideração de argumentos de outra natureza (embora do mesmo uso e tendência), extraídos do sacerdócio. ou ofício sacerdotal de Cristo, e as obras ou efeitos disso. E aqui há uma grande parte da sabedoria apostólica, nas várias doutrinas e exortações, nesta epístola que consistem e fluem naturalmente da doutrina que a precede, assim sempre a principal questão dela conduz diretamente a algum outro argumento doutrinal, que ele pretende insistir em seguida. E isso veremos evidenciado na transição que ele faz da exortação estabelecida no início deste capítulo para o ofício sacerdotal de Cristo, nos versículos 6 a 9.
Os primeiros versos deste capítulo são puramente exortativos, com uma mistura de algumas considerações que servem para tornar a exortação pesada e convincente.
Versículo 1.
“Por esta razão, importa que observemos, com mais firmeza, às verdades ouvidas, para que delas jamais nos desviemos.”
O primeiro verso contém a exortação em si pretendida pelo apóstolo, aqueles que se seguem se referem às exigências especiais do mesmo.
Proseqein, “observar”, “atender”, “dar ouvidos”, “sermos cautelosos” ou “atentos”. Às vezes significa esperar, ou depositar confiança naquilo que é atendido. Também é usado para concordar com o que é dito por outro. No Novo Testamento, ele é usado principalmente em dois sentidos: 1. Ter cuidado, ou olhar para nós mesmos, quanto às coisas ou pessoas que podem nos ferir; como Mateus 7:15, 10:17, 16: 6, 11, 12; Lucas 12: 1; - ou então, ficar atento ao olhar diligentemente para nossos próprios interesses absolutamente, Lucas 17: 3, 21:34; Mateus 6: 1; Atos 20:28 2. Assistir com diligência e submissão de espírito às palavras de outrem, ou a qualquer negócio em que estamos empregados, Atos 8: 6, 16:14; 1 Timóteo 1: 4, 4: 1, 13; Tito 1:14 Assim é dito dos samaritanos, que eles muito ouviram Simão Mago: Atos 8:10. E é a mesma palavra pela qual a obediência reverente desse povo à pregação de Filipe é expressa, versículo 6. Uma assistência, então, com uma mente preparada para a obediência é aquela que a palavra importa.
Akuoustesin, “Às coisas ouvidas”; “naquilo que ouvimos”, - às coisas que são ouvidas por nós, que somos obrigados a atendê-las.
Parakuomen, Esta palavra não é usada em nenhum outro lugar no Novo Testamento. Em outros autores é tanto como “desviar-se”, “correr por”. Então, como em Xenoph. Cyropaed., Lib. iv., Piei'n ajpo

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de SILVIO DUTRA:
A Adoração no Culto Público Autor(a):
A Aliança Eterna, o Suporte do Crente sob Aflição Autor(a):
Amor a Deus Autor(a):
Como Ir para o Céu Autor(a):
Confessar e se Arrepender em vez de se Endurecer Autor(a):
Conforto para os Cristãos – Parte 1 Autor(a):
Conforto para os Cristãos – Parte 2 Autor(a):
Conforto para os Cristãos – Parte 3 Autor(a):
Conforto para os Cristãos – Parte 4 Autor(a):
Deus nos Ordena Sermos Santos Porque Ele é Santo Autor(a):
Domínio do Pecado ou da Graça Autor(a):
Há Alguma Coisa Difícil Demais para o Senhor? – P 1 Autor(a):
Há Alguma Coisa Difícil Demais para o Senhor? – P 2 Autor(a):
Hebreus 1 - Versos 10 a 12 – P1 Autor(a):
Hebreus 1 - Versos 10 a 12 – P2 Autor(a):
Hebreus 1 - Versos 8 e 9 – P1 Autor(a):
Hebreus 1 - Versos 8 e 9 – P2 Autor(a):
Hebreus 1 – Versículos 1 e 2 Autor(a):
Hebreus 2 - Verso 1 – P1 Autor(a):
Hebreus 2 - Verso 1 – P2 Autor(a):
Hebreus 2 - Versos 2 a 4 – P1 Autor(a):
Hebreus 2 - Versos 2 a 4 – P2 Autor(a):
Hebreus 2 - Versos 2 a 4 – P3 Autor(a):
Hebreus 2 - Versos 2 a 4 – P4 Autor(a):
Hebreus 2 - Versos 5 a 9 – P1 Autor(a):
Hebreus 2 - Versos 5 a 9 – P2 Autor(a):
Hebreus 2 - Versos 5 a 9 – P3 Autor(a):
Início, Meio, Fim e Recomeço – Parte 1 Autor(a):
Início, Meio, Fim e Recomeço – Parte 2 Autor(a):
John Owen - Hebreus 1 - Versos 4 e 5 – P1 Autor(a):