TÂNIA DU BOIS

212 -
Total Visualizações: 18816
Texto mais lido:
A ARTE DE FAZER EXISTIR O FIM - Total: 420
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 318
10 Autores mais recentes...
VALERIA BRITO BULHOES ROCHA
SUELEN LUIZ DE OLIVEIRA
EDENICE SANTOS DA SILVA
LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA
DIONILDO DANTAS
VALMIR APARECIDO SAMBO
WALLACE MARINS
DEIVID
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 3636582
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 471591
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 470789
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 458751
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 234755
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 145643
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 129062
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 68200
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 59435
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 57973
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 95
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

AFETIVIDADE e EFETIVIDADE: torna real a relação?


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Atualmente as pessoas se mostram menos dispostas a viver na afetividade e efetividade; parece não mais existir o carinho, o respeito e a vontade de juntos construirmos a história.
É necessário fazer acontecer a afetividade e a efetividade para tornar consciente a nossa ação em gestos do que poderia ser e não é. Para Joaquim Cardozo, “De um gesto gratuito / De um ato espontâneo / Do que se dá numa oferta / componho uma flor...”
De um modo ou de outro, necessitamos rever os passos da afeição e do efetivo para percebermos o que acontece à nossa volta e no mundo. Mas, qual é o motivo que nos leva a abandonar tais atos e gestos? Se prestarmos atenção, veremos sinais do cotidiano e do que estamos realizando; por exemplo, existe certa ansiedade em tempos modernos que nos leva à insegurança e até nos influencia com comportamento “grosseiro”; assim, somos taxados de “mal educados” nos relacionamentos. Acredito que o que tornar real a relação é a afeição e o efetivo. Nas palavras de Agostinho da Silva, Quem pode, em raro jogo, escolher... Aí mesmo está escolhendo a sua vida: uma vida que dele mesmo se vai alimentar...”. Contamos a liberdade como consequência dos nossos atos na escolha dos aspectos em uma relação, como o direito de decidirmos viver em conjunto; unidos podemos manter a vida saudável, prazerosa e feliz, mesmo na competividade diária e disputa pelo espaço. Só com a afetividade e efetividade é que conseguimos à convivência.
Por razões no viver, temos a ética do “não faça ao outro o que não quer para si ou, não deixe acontecer conosco, o que aconteceu de ruim com os outros”. Essa expectativa inclui, necessariamente, a relação afetiva e efetiva para explicar o fato de que somos uma espécie à procura de vínculos, porque precisamos conviver com as divergências para determinar a nossa satisfação e ir em frente. Seguimos como quem converge sobre o valor do convívio para a compreensão do outro. Segundo Agostinho Both, “... os ruídos da vida têm, então, os seus mistérios. E quando no tempo, ao meio do bulício, se assoma a amargura, o campo convida a que se aquietem o coração ofendido e a ansiedade da alma”.
Sei que com afetividade e efetividade é possível alinhar e ajustar as dificuldades que surgem nas relações nos dias atuais. Antigamente havia o costume entre as pessoas de se tratarem com afeição e efetividade, para a conversa fluir e, assim, trocarem ideias sobre diversos assuntos. Eram senhores do tempo. Hoje, temos a vida estressante, corrida e, ainda, estamos expostos à tentações o tempo todo, o que chega a nos tornar intolerantes quando temos que lidar com grupos em que metas e desejos são muitas vezes incompatíveis.
A compatibilidade entre personalidades e interesses converge na afetividade e efetividade, como ferramenta para aguçar e expressar os sentidos ao estabelecermos, no relacionamento, o que há de melhor em cada um. Na reflexão de Pedro Du Bois, “reconhecidos / reconhecemo-nos / somos a origem”. Só com a vontade é que descobrimos o outro e podemos viver o lado efetivo e da afeição como medida da realidade.
Esse processo nos traz a duração do encantamento pelo mundo, junto com a vantagem de superar barreiras na relação; consequentemente, crescemos ao ter a chance de viver com estímulo e confiança ao equilibrarmos a vida pessoal com a profissional. Como retrata Manuel Bandeira, “Tu perguntas, curioso quais / serão seus gestos... / Quando discerdes nas espirais... // buscas saber / os seus instintos, suas tendências... / Espiar-lhe na alma por conhecer / o que há de sincero nas aparências”.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de TÂNIA DU BOIS:
100 ANOS?!?! Autor(a):
A arte da Escolha Autor(a):
A arte da SIMPLIFICAÇÃO e a beleza da SIMPLICIDADE Autor(a):
A ARTE DE FAZER EXISTIR O FIM Autor(a):
A ARTE DE FAZER EXISTIR O FIM Autor(a):
A BUSCA da BELEZA Autor(a):
A CARTA Autor(a):
A casa Autor(a):
A CIDADE Autor(a):
A COR do INVISÍVEL ( II ) Autor(a):
A COR do INVISÍVEL (I) Autor(a):
A IMAGINAÇÃO É SUFICIENTE PARA DESCREVER O MUNDO? Autor(a):
A INTENÇÃO E O FEITO Autor(a):
A LINGUAGEM da DIFERENÇA Autor(a):
A LINGUAGEM da DIFERENÇA Autor(a):
AFETIVIDADE e EFETIVIDADE: torna real a relação? Autor(a):
AGONIA Autor(a):
AMAR Autor(a):
AMORES versus HORAS Autor(a):
ARROGÂNCIA ou IGNORÂNCIA Autor(a):
ARTE: Discussão Literária Autor(a):
ARTE: VOCAÇÃO E PAIXÃO Autor(a):
AS APARÊNCIAS ENGANAM Autor(a):
AS MÃOS Autor(a):
ATRÁS DA NOITE Autor(a):
AUTÓGRAFOS Autor(a):
AVESSO A MÁS NOTÍCIAS Autor(a):
BANDIDA MALDADE Autor(a):
BOM COMPORTAMENTO Autor(a):
CARLOS PESSOA ROSA, em palavras Autor(a):
Banner aniversariantes

Aniversário Hoje

Aniversariante de Hoje GISELE NEGRO DE LIMA