TÂNIA DU BOIS

212 -
Total Visualizações: 18835
Texto mais lido:
A ARTE DE FAZER EXISTIR O FIM - Total: 421
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 318
10 Autores mais recentes...
VALERIA BRITO BULHOES ROCHA
SUELEN LUIZ DE OLIVEIRA
EDENICE SANTOS DA SILVA
LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA
DIONILDO DANTAS
VALMIR APARECIDO SAMBO
WALLACE MARINS
DEIVID
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 3636674
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 471621
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 470797
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 458774
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 235306
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 145684
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 129065
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 68203
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 59485
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 57988
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 70
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

100 ANOS?!?!


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Episódio curioso, nas tramoias da vida a dor tece o sorriso piedoso, a nebulosidade polêmica, o relido na fria luz, o breve e o mau dia chegando com desmerecidas horas de sofrimento. Borges e Bioy questionam, “Para que apressar tanto o passado, quando o presente entra em vigência?”
Vejo-a com seus 100 anos, com destaque para a sua expressão de angústia; longe da sua trajetória passada ao enfrentar o presente com a sensação de cansada por estar paralisada no tempo.
Hora em que percebo as formas da sua sobrevida se revelarem em dores e na dificuldade do pensar e se expressar. As emoções e os conflitos são visíveis na expressividade do rosto de quem não mais difere dia e noite. Mário Chamie expressa, “... Vi o tempo escondido / em toda a parte, / face a face / no disfarce / do seu rosto...”
Será que compreendo o peso dos 100 anos através das lembranças e na esperança de descobrir o que a mantém viva? O seu dormir, ser alimentada através de sonda, leva-me a pensar, com sentimento, se a sua situação pode ser considerada como vida? Álvaro Campos nos traz que “Minha dor é inútil / como gaiola numa terra onde não há aves, / como parte da praia onde o mar não chega”.
Tenho muito a aprender sobre o significado dos 100 anos e de como posso enquadrar este tempo na força expressiva dos dias. Pensamentos e palavras ficam entrecortados como peças de melancolia e ansiedade, travadas pela razão como se fosse impedimento e a incapacidade de entender as contradições da vida.
100 anos de idade, não seria para festejar sua vida longa? Aqui, o mal entendido, pois ela não possui mais a capacidade de explicar o tempo e nem revelar histórias que não vivi; sem a perspectiva de viver para amar; sem responder as minhas perguntas e nem completar as minhas frases; sem o pensamento que resiste em ser pronunciado; sem os sentidos para captar o meu carinho.
Tal a minha curiosidade sobre a vida, que as contradições do tempo impõem ao ser e, em muitos, faz atravessar a vida na contramão contrastando com a necessária qualidade de vida aos 100 anos. Nas palavras de Eduardo Alves Costa, “... De que vale gritar teu desconforto... / sem que ninguém se dê conta; / e o que sai pela ferida / não é sangue, não é vida, / o que se esvai é a alma / amortalhada na calma / de uma estranha anestesia...”

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de TÂNIA DU BOIS:
100 ANOS?!?! Autor(a):
A arte da Escolha Autor(a):
A arte da SIMPLIFICAÇÃO e a beleza da SIMPLICIDADE Autor(a):
A ARTE DE FAZER EXISTIR O FIM Autor(a):
A ARTE DE FAZER EXISTIR O FIM Autor(a):
A BUSCA da BELEZA Autor(a):
A CARTA Autor(a):
A casa Autor(a):
A CIDADE Autor(a):
A COR do INVISÍVEL ( II ) Autor(a):
A COR do INVISÍVEL (I) Autor(a):
A IMAGINAÇÃO É SUFICIENTE PARA DESCREVER O MUNDO? Autor(a):
A INTENÇÃO E O FEITO Autor(a):
A LINGUAGEM da DIFERENÇA Autor(a):
A LINGUAGEM da DIFERENÇA Autor(a):
AFETIVIDADE e EFETIVIDADE: torna real a relação? Autor(a):
AGONIA Autor(a):
AMAR Autor(a):
AMORES versus HORAS Autor(a):
ARROGÂNCIA ou IGNORÂNCIA Autor(a):
ARTE: Discussão Literária Autor(a):
ARTE: VOCAÇÃO E PAIXÃO Autor(a):
AS APARÊNCIAS ENGANAM Autor(a):
AS MÃOS Autor(a):
ATRÁS DA NOITE Autor(a):
AUTÓGRAFOS Autor(a):
AVESSO A MÁS NOTÍCIAS Autor(a):
BANDIDA MALDADE Autor(a):
BOM COMPORTAMENTO Autor(a):
CARLOS PESSOA ROSA, em palavras Autor(a):
Banner aniversariantes

Aniversário Hoje

Aniversariante de Hoje GISELE NEGRO DE LIMA