ADEMYR BORTOT

 -  - ADEMYR BORTOT
Total Visualizações: 30613
Texto mais lido:
DEPOIS... - Total: 2587
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 2003
10 Autores mais recentes...
ALYSSON RUBENS
BARTIRA MENDES COSTA
FILIPE JOSÉ BARROS DA SILVA
ROSITA HELENA SILVEIRA PEREIRA
CELSO J.
VALERIA BRITO BULHOES ROCHA
SUELEN LUIZ DE OLIVEIRA
EDENICE SANTOS DA SILVA
LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA
DIONILDO DANTAS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 4089403
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 648974
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 584794
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 583265
622 SANTO VANDINHO
SANTO VANDINHO
Total: 296672
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 171560
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 134234
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 83869
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 74366
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 71298
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 764
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 2
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

ONDE ANDA VOCÊ...


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Tardes cinzentas
Tardes ensolaradas
Tardes chuvosas...
Não tinha dia, não tinha hora
Tinha você a todo momento
Amávamos loucamente
Vivíamos uma paixão ardente...
Como anda você agora?
Você que aqui estava...
Que aqui eu te abraçava...
Que aqui eu te desejava...
Que matava nossas vontades
Como está você agora?
Por que abandonou tudo?
Por que saiu correndo
Me deixando tão mudo?
Por que fizeste isso contigo?
Sacrificando um amor não vivido
Que apesar de muito escondido
Lhe deixava a vida mais prazeirosa...
Um pouco menos triste
Onde está você agora?
Será que no conforto de seu par
Ou na incerteza de uma nova espera
Que outra vez lhe apareça um amor...
Em uma nova ilusão.
Você precisava tanto de um amor
Pensou, jurou, e aconteceu
Inesperadamente, relutou,
Mas depois
Não resistiu e se entregou
A momentos imaginados e nunca vividos
Mas tudo não resistiu as circunstancias
Agora, resta apenas o amargor
E da solidão não pode reclamar
Você fez sua opção...
Aceitar resignada aquilo que o padre falou...
Independente de sentimentos, verdades
Uma jura eterna que lhe dói na alma
Na sofrência de um amor na saudade
Vai viver tua vida
Sem vive-la plenamente
Sem a emoção,
Sem a vibração do amor que vivemos
Mas ficarás com a segurança
Da promessa feita um dia
Se você ficará bem com isso
Não sei, nunca saberei
Talvez até você nunca saberás
Pois terás que viver,
E se esconder atrás de meios desejos...
E de meias vontades...
E não viverás suas verdades...

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ADEMYR BORTOT:
A ESPERA... Autor(a):
ALMA IMPREGNADA! Autor(a):
DEPOIS... Autor(a):
DES(ESPERANDO)! Autor(a):
E AGORA? Autor(a):
FILHOS! Autor(a):
MOMENTOS! Autor(a):
NA JANELA DO TEMPO... Autor(a):
ONDE ANDA VOCÊ... Autor(a):
PAIXÃO? Autor(a):
PRA VOCE VOLTAR! Autor(a):
QUARENTENADO!!! Autor(a):
RESPOSTA... Autor(a):
SOLIDÃO! Autor(a):
SOMOS... Autor(a):
SONHO! Autor(a):
SOU... Autor(a):
TEU JEITO Autor(a):
VAZIO... Autor(a):
VER VOCÊ É ASSIM... Autor(a):