Efuturo - Página para compartilhar seu talento literário na Web. Compartilhe seu texto, poesia, sentimentos. 24470 - Ferida narcísica - HÉLIO BACELAR

Solicitamos sua ajuda para continuar com nosso Espaço GRATUITO. Eu Cláudio Joaquim desenvolvedor do projeto conto com a ajuda de Todos. Ajude-nos com um PIX do valor que você pode para o CPF: 02249799733.

Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 570
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
 
 

Ferida narcísica

Erguido ao redor de um ego inflamado, uma tenda narcisista que é como uma bolha ou uma “casinha de mau parecer” que só lhe cabe; espaço nenhum para quem quer que seja mais, pois que sua auto importância ocupa o todo. E olha que até o espaço lhe parece pouco.
Manipula a coisa toda, como se tivesse o condão da unicidade: singularidade que o faz ter o domínio de tudo e o deixa como que sendo de superioridade de grande imensidade. Mas considero ser de mais acerbo que rebuçado qualquer.
Não é só ativar algumas memórias; você vai além; vai a profundidade maior que sua própria pessoalidade; seu próprio protagonismo; seu próprio estrelato; sua repugnante essência, que de óbvio se contradiz com o demérito.
Atinente a nada que seja empatia ou aqui que minimamente possa ser uma relação interpessoal; passa longe de ser altruísta, evidentemente; cavouca a própria egolatria, tão fundo que fere a lógica da indulgência no ser compassivo ou enternecido ou tolerante ou adequável..., está mais para um egomaníaco desvairado. Um egocêntrico plúmeo e pérfido, que prima pela autoestima de um jeito patológico.
Não faz sentido para mais ninguém! É o único que acredita que seja importante.
Não faz sentido qualquer, mas o que tem cabimento nesse nosso mundo?
Só pra constar: não assino embaixo das suas sandices!, também não contradigo o feitio das suas ações impróprias, nem tampouco as adequadas; muito pelo contrário. Me abstenho por inteiro e redondamente.
Sou avesso aos seus atos, que pouca significância tem para mim. E até posso ser visto como cegado pela descortesia, mas prefiro a inurbanidade que a conivência.
Aleatório significa imprevisibilidade. Tudo parece propositado, entretanto. Intencional, para os mais incautos. Mas ainda existem incautos?!, será? Acho pouco provável. Entretanto, tudo conduz para essa acepção.
Tudo acontece por um motivo, acredito. O difícil é achar esse motivo. Vejo tudo, ou quase tudo, encoberto pelo agravante verniz moral. Desde a hipersensibilidade às críticas e insultos a essa manifesta falta de maturidade emocional.
E calcule que não estou eu, nem perto de ser santificado. Nem mesmo comprando uma aureola dessas que circundam as cabeças dos “figurões sagrados” – santos na exata palavra – na “Amazon ou no Mercado Livre”.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de HÉLIO BACELAR:
..., e a lua espiando a vida, e a vida espiando a lua! Autor(a):
..., e o Silêncio serve de Amém! Autor(a):
..., muito menos Autor(a):
...por isso mesmo! Autor(a):
A água e a ponte Autor(a):
A calma da noite afligida Autor(a):
A dissonância Autor(a):
A flor da idade Autor(a):
A Lua! Autor(a):
A lua, nua e crua! Autor(a):
A lua, o Sol e o Tempo Autor(a):
A pele que me veste Autor(a):
A peleja do dia com a noite Autor(a):
A picula da lua com o sol Autor(a):
A primeira vez! Autor(a):
A Sombra Autor(a):
A teia mundo Autor(a):
A vela Autor(a):
A vida é... Autor(a):
A Vida, em Livro Autor(a):
A Vista da Laje da minha Casa Autor(a):
Acinte Autor(a):
Adivinhatória Autor(a):
Afrodisia Autor(a):
Agnus Autor(a):
Ah! ... Essa linda manhã... Autor(a):
Alicia Autor(a):
Alma Rara Autor(a):
Amém aos silentes! Autor(a):
AMOR! Autor(a):

CONVITE ESPECIAL. Conheça o nosso novo projeto. Participe em nossa Sala de Leitura e Escrita. Com muito mais recursos.
Grátis.
https://epedagogia.com.br/salaleitura.php


Banner aniversariantes

Aniversário Hoje

Aniversariante de Hoje 1