Total Visualizações: 5028
Texto mais lido:
Alicia - Total: 336

Amigos Recentes

1121 THALYA SANTOS622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO613 SEDNAN MOURA587 RODRIGO GIOVANI BORCHARDT477 ADEMYR BORTOT401 DÉCIO MACHADO450 WILLIAM VICENTE BORGES499 JOÃO DOMINGOS SOARES DE OLIVEIRA
Meus amigos...
Efuturo: Banner inicial para personalizar. 468 Todos os textos de: HÉLIO BACELAR
Busca Geral:
     
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!

 
Imprimir Texto
Total Votos: 0
Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Os muitos nomes da VAGINA


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Pense em um tablete do chocolate Prestígio! ...
..., esse é o tamanho médio da vagina. Mais ou menos oito centíme-tros, da vulva ao colo do útero, que quando excitada aumenta para dez a quinze centímetros.
Elástica, pela sábia artimanha da natureza, abocanha pênis de desiguais tamanhos; permite a saída do bebê, no parto; volta ao seu estado normal, depois de toda e qualquer peripécia!
Aquela, cujo nome não se fala!, a vagina, tem mais de cinco mil apelidos!
Os muitos vulgos – dos mais distintos –, vão dos pejorativamente machistas aos cognomes carinhosos e outros muitos, tão somente “para compor cena”, pois, em verdade, quase sempre serve para acobertar o embaraço de falar, o mínimo que seja, sobre a vagina.
Mas a vagina tem identidade! Sim..., identidade! Identidade quando mediada pelas suas características próprias e exclusivas e peculiares.
São diferentes e distintas, entre si, cada vagina: tanto em tamanho, quanto no formato. Nunca o formato da vagina de uma mulher é igual ao de outra; quanto aos odores, a vagina tem odor natural, típico e singular; quanto às cores, pois a vagina varia o tom conforme o tom da pele de cada mulher – indo do amarronzado ao rosado –, e isso é natural.
Cada vagina tem características pertinentes, tal como são pertinentes as digitais dos nossos dedos, e são impressionantemente individuais, tal como as listras das zebras, ou mesmo como são diferentes entre si, pessoas, animais, plantas e objetos inanimados.
O lábio vaginal esquerdo é diferente do direito em todas as vaginas e não se assuste. Isso é normal! É inerente, própria e específica, essa anomalia!
Nos incontáveis tipos de vaginas, umas tem os lábios internos maiores que os externos; umas tem o clitóris maior e mais exposto; umas são mais volumosas no monte de vênus..., entretanto, independente de todas e quaisquer diferenças, existem pontos em comum entre as vaginas. Tem coisa mais interessante, mais instigante, mais deliciosamente sensual que a vagina? ... Acredito eu, que não.
Os tipos de vulva são particulares e se dá pela combinação de formato, volume e firmeza de vários tecidos e regiões, em especial, do púbis e as sub-regiões externas da vulva – clitóris, grandes lábios e pequenos lábios.
Em ligeira classificação da vulva, temos o tipo beijo ou coração: os grandes lábios, rechonchudos, encobrem os pequenos lábios e o clitóris; o tipo borboleta: quando os pequenos lábios ficam aparentes e aí é que ocorrem mais distinções de tamanhos – as asas da borboleta são de distintos tamanhos; o tipo tocha olímpica: mais avantajado, o clitóris fica mais exposto – é mais comprido e mais volumoso; o tipo capô de fusca: semelha ao tipo coração, mas com o púbis bastante volumoso.
Tem arremates e mistérios e peculiaridades, na vagina, que a faz excepcional!
Um destes arremates, é o clitóris! O afamado clitóris, também chamado de pinguelo, também chamado de grelo! ..., a região mais sensível da vagina! É a zona erógena de maior sensibilidade da mulher e, geralmente, a principal fonte anatômica do prazer sexual feminino.
Fica do lado de fora. Éum botãozinho, do tamanho de uma ervilha, logo no início da vulva, onde os lábios internos formam um “V” invertido. Tem como função principal, propiciar deleites à mulher e possibilitar que ela chegue ao orgasmo – vamos imaginar que a vagina é um bolo e que o clitóris seja a cereja deste bolo. Quando a mulher está excitada o clitóris apresenta uma ereção semelhante ao falo masculino.

Contos publicados em e-book:
https://www.amazon.com.br/Muitos-Nomes-Vagina-H%C3%A9lio-Bacelar-ebook/dp/B07WJ7Y934/ref=sr_1_1?__mk_pt_BR=%C3%85M%C3%85%C5%BD%C3%95%C3%91&keywords=Os+muitos+nomes+da+VAGINA&qid=1568634301&sr=8-1

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login.
Total de visualização: 4
[ 26 ] Texto
Votos Poesia Leitura Publicação
0 Os muitos nomes da VAGINA 4 16/09/2019
0 O Encantador de Burros 38 04/08/2019
0 Ode ao Soldado Vicente 24 04/08/2019
0 Chiquinho Kamikaze 186 23/10/2018
0 A Vista da Laje da minha Casa 109 23/10/2018
0 ..., e a lua espiando a vida, e a vida espiando a lua! 280 20/06/2018
0 O Príncipe Negro - capítulo 1 - O Nada Grande 229 19/06/2018
0 Pós-coito 261 27/04/2018
0 Porteira 259 23/04/2018
0 Janelas 254 23/04/2018
0 Janela 174 23/04/2018
0 ? 211 23/04/2018
0 Adivinhatória 226 23/04/2018
0 ..., e o Silêncio serve de Amém! 216 23/04/2018
0 Cupido 249 23/04/2018
0 Carnal 189 23/04/2018
0 Autópsia 178 23/04/2018
0 O mar e a mirra 199 23/04/2018
0 A Lua! 183 23/04/2018
0 Alicia 336 08/04/2018
1 Tua presença 202 01/04/2018
1 Entre o vinho e o batom 252 01/04/2018
2 Tatuagem 188 01/04/2018
2 Perfume 192 01/04/2018
0 O Silêncio e a Dúvida 207 01/04/2018
0 Dervixe 182 01/04/2018