Efuturo - Página para compartilhar seu talento literário na Web. Compartilhe seu texto, poesia, sentimentos. 24452 - Cais de areia - HÉLIO BACELAR

Solicitamos sua ajuda para continuar com nosso Espaço GRATUITO. Eu Cláudio Joaquim desenvolvedor do projeto conto com a ajuda de Todos. Ajude-nos com um PIX do valor que você pode para o CPF: 02249799733.

Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 262
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
 
 

Cais de areia

Hasteia-se à proa do escaler, escancaro de fidalguia na figura de um nobre que de nobre apenas tem o título. Isso vindo das paragens de onde saiu; pois que fora de lá, apenas é “mais um entre muitos!” Nobre aos olhos de um reino que se não é alegoria, passa perto de ser fantasia: um “reino de tão muito longe”.
O que mais ostenta é empáfia e ranço de decadência, esse viçoso varão.
Da sua fatiota exala a essência do velho mundo, contraposta ao cheiro de maresia e o perfumoso de um novo mundo: contrasta de muito, essa orgia de odores diversos.
Os aromas de folhas muitas, de flores muitas, acrescidos ao almiscarado essencial da praia – peixe podre a granel – entope e entorpece as narinas pouco afeitas a tais fragrâncias.
As muitas roupas, de muitos e inúmeros panos, mais insalubres que frugal, contradizem o esquentado dos trópicos. Mais ainda, de maneira atípica, afrontam a nudez dos que aqui habitam.
A praia coalha-se de conchas e seixos da sujidade do mar – sargaço s algas marinhas –, de cadáveres de moluscos e pequenos peixes ainda nas redes recém puxadas das águas.
Em um recanto próximo às pedras do encontro praia-terra um nativo esfola um peixe de bom tamanho – de pele avermelhada puxada para o tom salmão, que contrapõe-se à tez carmim que vai quase à terracota do seu algoz –, entretido tanto que nem se dá conta da chegada do tal fidalgo. É de mais importância, o seu destripar o peixe.
Inquietado pela demora na atracação da pequena embarcação, a estranha figura do fidalgo aventura-se na água rasa da beira-praia.
Na verdade, aportar seria por nobre condescendência; era mais para um encalhe do escaler na areia, em maré não cheia nem vazante: maré morta, mais pra isso.
Cambaleia, o nobre indivíduo, e de imediato é acudido por um grumete que o ajuda a chegar na areia mais secada.
Ajeita a fatiota e confirma as botas de cano alto um tanto encharcadas; confere o espadão na bainha, preso à cintura por talabarte de couro trabalhado com refino de artesão habilidoso – só encontrado no reino de onde vem.
Maldito mundo fora das regras e pudores! – Isso está implícito no resmungo emudecido e nas faces enraivecidas.
Mas quais regras e quais pudores?!, os que estão além mar?
Com o fidalgo vem o ranço do velho mundo; a fedentina da odisseia no mar; o mareado do oceano e o entorpecido do assombroso novo mundo.
Mete-se o fidalgo por fragrâncias e cores e falas de um mundo virgem, nos dizeres malditos do “santo ofício!”

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de HÉLIO BACELAR:
..., e a lua espiando a vida, e a vida espiando a lua! Autor(a):
..., e o Silêncio serve de Amém! Autor(a):
..., muito menos Autor(a):
...por isso mesmo! Autor(a):
A água e a ponte Autor(a):
A calma da noite afligida Autor(a):
A dissonância Autor(a):
A flor da idade Autor(a):
A Lua! Autor(a):
A lua, nua e crua! Autor(a):
A lua, o Sol e o Tempo Autor(a):
A pele que me veste Autor(a):
A peleja do dia com a noite Autor(a):
A picula da lua com o sol Autor(a):
A primeira vez! Autor(a):
A Sombra Autor(a):
A teia mundo Autor(a):
A vela Autor(a):
A vida é... Autor(a):
A Vida, em Livro Autor(a):
A Vista da Laje da minha Casa Autor(a):
Acinte Autor(a):
Adivinhatória Autor(a):
Afrodisia Autor(a):
Agnus Autor(a):
Ah! ... Essa linda manhã... Autor(a):
Alicia Autor(a):
Alma Rara Autor(a):
Amém aos silentes! Autor(a):
AMOR! Autor(a):

CONVITE ESPECIAL. Conheça o nosso novo projeto. Participe em nossa Sala de Leitura e Escrita. Com muito mais recursos.
Grátis.
https://epedagogia.com.br/salaleitura.php


Banner aniversariantes

Aniversário Hoje

Aniversariante de Hoje 1