Solicitamos sua ajuda para continuar com nosso Espaço GRATUITO. Eu Cláudio Joaquim desenvolvedor do projeto conto com a ajuda de Todos. Ajude-nos com um PIX do valor que você pode para o CPF: 02249799733.

ALBERTO DOS ANJOS COSTA

 -  - ALBERTO DOS
Total Visualizações: 170218
Texto mais lido:
Agradecimentos! - Total: 2061
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 2509
10 Autores mais recentes...
JOSÉ R. CARVALHEIRO NETO
AMANDA DERZE FATURETO
RAYKABRITODEOLIVEIRA
MAXIMILIANO SKOL
WILLIAN DE CAMPOS
ELIZANDRA GOMES
ERNI OLIVEIRA
LOHAYNE FERNANDA RODRIGUES PEDRO
TÂNIA REGINA BRAGA TORREÃO SÁ
JOÃO HENRIQUE DE SOUZA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 8337574
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 1980738
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 1361088
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 1000564
622 SANTO VANDINHO
SANTO VANDINHO
Total: 651410
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 322389
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 177418
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 170218
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 168853
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 151896
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 23
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
 
 

Flagelo

Oh! Flagelo sintomático!
Que corroeu inexorável!
Trouxe o porvir enigmático;
infligindo o execrável!

Açoitada humanidade;
lançada à própria sorte!
A epidemia em crueldade,
foi o horror trazendo a morte!

Oh! tragédia perceptível!
Que corrói nossas quimeras!
Fincou no viver o imprevisível.
Grãos de areia é o que somos deveras!

Dúctil orbe transtornada,
por fatalidades abissais!
A inclemência é propagada,
por pandemias descomunais!

Ah! Inquebrantável tempo!
Célere e insopitável!
Como o impetuoso vento,
se dissipa pelo insustentável!

Oh, pandemia! Semeaste insegurança,
num trilhar cáustico e pungente!
O dia a dia com a fé e a esperança,
sepultou a derrota tão iminente!

Como posso depois dessa quarentena,
não apregoar a vitória por mais um dia!
Se muitos não estarão aqui, para vivenciar a aurora que refulgia.
Como posso recalcitrar contra o amor!
Se depois da pandemia a compaixão mitiga a dor.

Neste universo de incertezas,
onde imperam leviandades!
A epidemia foi a certeza,
de que o tesouro é a fraternidade!

Fim da pandemia,
nos incute reflexões,
que a solidariedade é a garantia
do amor sem divisões!

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ALBERTO DOS ANJOS COSTA:
A história de um servidor público Autor(a):
A Idade da Inocência Autor(a):
A noite Autor(a):
A Outra Autor(a):
Abnegação Materna Autor(a):
Aborto Negligenciado Autor(a):
Acordes Autor(a):
Adolescência Autor(a):
Afetuosa Amizade Autor(a):
Agradecimentos! Autor(a):
Agrado Autor(a):
Agravo Autor(a):
AIDS Autor(a):
Alberto dos Anjos Costa Autor(a):
Aliança Autor(a):
Alienação Autor(a):
Alma Santa Autor(a):
Alquimia do Amor Autor(a):
Alternâncias Autor(a):
Altivos Monumentos Autor(a):
Alvo Sentenciar Autor(a):
Âmago Autor(a):
Âmago - parte 2 Autor(a):
Âmago - parte 3 Autor(a):
Âmago - parte 4 Autor(a):
Amigo Especial Autor(a):
Amigos Autor(a):
Amizade Autor(a):
Amor Autor(a):
Amor Proibido Autor(a):
Banner aniversariantes

Aniversário Hoje

Aniversariante de Hoje HAMILTON RAUL SERPA
Aniversariante de Hoje J.B.ROMANI