ALBERTO DOS ANJOS COSTA

 -  - ALBERTO DOS
Total Visualizações: 44086
Texto mais lido:
Agradecimentos! - Total: 1129
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 929
10 Autores mais recentes...
WALLACE MARINS
DEIVID
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
CLEITON CARVALHO DE JESUS GONSALVES
LUIZA NASCIMENTO ABREU
MARCO PAULO VALERIANO DE BRITO
ALHOSAL
JUAN CARLOS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 2712376
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 344599
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 248742
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 161084
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 139145
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 120521
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 118300
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 50340
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 44111
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 44086
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 310
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Aborto Negligenciado


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Feto que ali vive, de incertezas se alimenta,
vieste em hora errada, na corrida sem chegada,
semente na terra impura, dolorosa morte lenta,
estás com a mulher incerta, sua esperança é violada,
indefeso e inocente, tu não tens culpa de nada.

Agonizando encontras, no viver da opressão,
amor não recebeste, pois te acham corpo estranho,
seu mexer é desprazer, tratando-lhe com repreensão,
sua vinda é reprovada, sua falta é de bom tamanho.

O momento está chegando, está na hora da consumação,
lágrimas escorrem, vão à busca do perdão,
o seu anjinho lhe guia, com amor e afeição,
espera uma nova chance, no espetáculo que é o nascer,
roga para encontrar uma nova chance de viver.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ALBERTO DOS ANJOS COSTA:
A Idade da Inocência Autor(a):
A noite Autor(a):
A Outra Autor(a):
Abnegação Materna Autor(a):
Aborto Negligenciado Autor(a):
Acordes Autor(a):
Adolescência Autor(a):
Afetuosa Amizade Autor(a):
Agradecimentos! Autor(a):
Agrado Autor(a):
Agravo Autor(a):
AIDS Autor(a):
Alberto dos Anjos Costa Autor(a):
Aliança Autor(a):
Alienação Autor(a):
Alma Santa Autor(a):
Alquimia do Amor Autor(a):
Alternâncias Autor(a):
Altivos Monumentos Autor(a):
Alvo Sentenciar Autor(a):
Amigo Especial Autor(a):
Amigos Autor(a):
Amizade Autor(a):
Amor Autor(a):
Amor Proibido Autor(a):
Amor Proibido Autor(a):
Amor sem Registro Autor(a):
Aniversariante Autor(a):
Anjos Autor(a):
Anjos Rebeldes Autor(a):