Biblioteca Online
Estou com Sorte...
A B C D E F G H I J K L M
N O P Q R S T U V X Y W Z

Casimiro de Abreu - Anjo! Imagem em formato de círculo com a bandeira do Brasil, no site é utilizada para escolhe o idioma Português

ERROR PDF. 674Anjo.pdf.


(1839-1860)


Casimiro José Marques de Abreu, poeta brasileiro, nasceu no dia 4 de Janeiro de 1839, em Barra de São João, no Estado do Rio, e morreu no dia 18 de outubro de 1860, em Nova Friburgo. Iniciou seus estudos em Nova Friburgo no Colégio Freese. Em 1853, Casimiro embarcou para Lisboa deixando seu pai, português, José Joaquim Marques de Abreu, no Rio, onde era comerciante. Viveu 4 anos em Portugal, onde contraiu tuberculose. Poeta nostálgico, sua solidão deu estímulo à sua vida poética. Dirigiu-se para a terra de Nova Friburgo, vindo a falecer na fazenda lndaiaçu. Seus primeiros versos, foram inspirados e baseados na saudade. Diz Casimiro de Abreu: estando em minha casa à hora da refeição, pareceu-me escutar risadas infantis da minha mana pequena. As lágrimas brotavam e fiz os primeiros versos de minha vida, que teve o titulo Ave Maria Sua vocação foi contrariada por seu pai, que o obrigou a trabalhar em sua loja, privando-o das oportunidades de desenvolver sua vocação artística. O poeta relata os seus desgostos: foi em setembro, sufocando o grito de lamento; contrariada foi a minha vocação, sentei-me à carteira do escritório e abracei-me à vida comercial, vida vulgar que esgota todas as faculdades. Casimiro foi convidado para patrono da cadeira número 6 da Academia Brasileira de Letras. Sua obra mais famosa é o livro Primaveras .