Biblioteca Online
Estou com Sorte...
A B C D E F G H I J K L M
N O P Q R S T U V X Y W Z

Visconde de Taunay - Inocência Imagem em formato de círculo com a bandeira do Brasil, no site é utilizada para escolhe o idioma Português

ERROR PDF. 443Inocencia.pdf.


(1843-1889)

Taunay estudou Humanidades no Colégio Pedro II. Depois, em 1859, matriculou-se na Escola Militar, onde foi bacharel em Ciências Físicas e Matemáticas. Engenheiro-geógrafo do Exército, tenente do Imperial Corpo de Engenheiros, participou da Guerra do Paraguai e da Expedição do Mato Grosso. Deixou o exército, no posto de major, para se dedicar à política e ás letras. Dedicou-se à música, à pintura, ao jornalismo e à crítica. Embora filho de franceses, soube ser um escritor essencialmente brasileiro. Iniciou-se nas letras com o romance A Mocidade de Trajano (1871), sob o pseudônimo de Sílvio Dinarte. No mesmo ano, publica em francês suas impressões acerca de um episódio decisivo na Guerra do Paraguai, A Retirada da Laguna. Em 1872, publica Inocência. Foi senador por Santa Catarina e presidente da Província de Santa Catarina e Paraná. Afastou-se da política como senador em 1889, por fidelidade à monarquia. Foi membro do Instituto Histórico e Geográfico e membro fundador da Academia Brasileira de Letras. Em 1889, recebe o título de Visconde.


(1843-1889)

Taunay estudou Humanidades no Colégio Pedro II. Depois, em 1859, matriculou-se na Escola Militar, onde foi bacharel em Ciências Físicas e Matemáticas. Engenheiro-geógrafo do Exército, tenente do Imperial Corpo de Engenheiros, participou da Guerra do Paraguai e da Expedição do Mato Grosso. Deixou o exército, no posto de major, para se dedicar à política e ás letras. Dedicou-se à música, à pintura, ao jornalismo e à crítica. Embora filho de franceses, soube ser um escritor essencialmente brasileiro. Iniciou-se nas letras com o romance A Mocidade de Trajano (1871), sob o pseudônimo de Sílvio Dinarte. No mesmo ano, publica em francês suas impressões acerca de um episódio decisivo na Guerra do Paraguai, A Retirada da Laguna. Em 1872, publica Inocência. Foi senador por Santa Catarina e presidente da Província de Santa Catarina e Paraná. Afastou-se da política como senador em 1889, por fidelidade à monarquia. Foi membro do Instituto Histórico e Geográfico e membro fundador da Academia Brasileira de Letras. Em 1889, recebe o título de Visconde.