ELIO MOREIRA

 -  - ELIO MOREIRA
Total Visualizações: 410664
Texto mais lido:
CUIDE DO QUE É SEU - Total: 1429
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 3313
10 Autores mais recentes...
SUELEN LUIZ DE OLIVEIRA
EDENICE SANTOS DA SILVA
LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA
DIONILDO DANTAS
VALMIR APARECIDO SAMBO
WALLACE MARINS
DEIVID
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 3562977
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 444775
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 424260
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 410664
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 221258
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 140554
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 127616
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 65459
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 56620
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 55748
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 692
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

ABORTO!... PENSE BEM.....


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Aborto!... Pense Bem...
Y.....y.....Y

Acusaste-me: grávida eu estou
E não quero que meu lindo corpo
Se transforme na intenção de um amor,
Pois feia eu vou ficar e como poderei
Minhas roupas colocar?

Não, não quero. É melhor abortar.

Depois quando mais velha,
que ninguém mais me desejar
Outro filho poderei lhe dar.

Seu desejo, meu desespero, como lhe convencer
que ele é a maior benção de Deus
E mais tarde por castigo
não terás outra gestação.

Então solitária, lágrimas amargas derramarás,
Porque eu neste dia ao seu lado não vou estar
E a mãe que hoje não queres ser, pelo Criador,
Nunca mais seja lhe dada à oportunidade.

Findarás os dias a chorar pelo filho que mataste,
Apenas por querer viver as suas futilidades.
Sofrerás terríveis tormentos ao lembrar
Do feto vivo em seu ventre.

Pelo filho querido que assassinastes,
Implorarás a todas as santidades
Pedindo perdão pelo seu pecado,
Definharás lentamente, lembrando,
Como foi inútil e tola sua vaidade.

Enlouquecerás angustiada gritando aos céus
Suplicando para ser perdoada.

Porque esta vida que de seu ventre foi ceifada
Por mil gerações lhe atormentará,
Pois lhe negaste a reencarnação
Simplesmente por ser calculista,
Arrogante e desnaturada.

Pense. Ainda é tempo!
Y....y....Y


Elio Moreira – TORRES =RS 191 LIVROS PUBLICADOS
AIL Imortal Cadeira 37 A PREDESTINAÇÃO
Cônsul Internacional Do Movimento União cultural
Secretário Geral da Ordem dos Poetas do Brasil
Membro da IWA –
International Writers And Artistsassociation - USA

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ELIO MOREIRA:
- O OTIMISMA Autor(a):
08 Março = DIA INTERNACIONAL DA MULHER Autor(a):
25 de Maio de 2018 às 16:11 • Autor(a):
= SER OU NÃO SER = Autor(a):
A ARTE DE VIVER Autor(a):
A ASSOMBRAÇÃO DO GAÚCHO. Autor(a):
A BELEZA DOS DIAS. Autor(a):
A BÊNÇÃO DE UM QUERER Autor(a):
A CANÇÃO DO AMOR Autor(a):
A Capital Brasileira do Balonismo. Autor(a):
A CHAVE DA FELICIDADE Autor(a):
A CRÍTICA FAZ BEM. Autor(a):
A ESSÊNCIA DA FLOR Autor(a):
A F L I Ç Ã O Autor(a):
A FAVOR DA LEI Autor(a):
A FILHA DA DOR. = LAGOA DO VIOLÃO = Torres RS Autor(a):
A FONTE DA JUVENTUDE Autor(a):
A FORÇA DO MAR Autor(a):
A GENTE ESQUECE Autor(a):
A GRAMA DO VIZINHO Autor(a):
A HORA DE DESISTIR Autor(a):
A HORA É AGORA Autor(a):
A LUZ DE UM VIVER. Autor(a):
A M A D A Autor(a):
A M I G O S Autor(a):
A MAGIA DA VIDA Autor(a):
A MAGIA ESTRELAR Autor(a):
A MENTE CRITICA O CORAÇÃO. Autor(a):
A MINHA FELICIDADE. Autor(a):
A MORTE DA LAGOA - Lagoa do Violão Torres - RS Autor(a):