SEDNAN MOURA

 -  - SEDNAN MOURA
Total Visualizações: 1467944
Texto mais lido:
A ROSA E O HOMEM - Total: 2341
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 2425
10 Autores mais recentes...
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
RUAN VIEIRA
FERNANDO DANIEL FRANCO DE CAMARGO
ELIAS OLIVEIRA DE JESUS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1467944
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 249654
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 124672
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 112188
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 90962
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 54730
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 33507
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 31467
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 30252
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 25888
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 233
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

LAMENTAÇÃO


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Rio, 08/07/1999.

Correm nas faces as lágrimas
E caem sobre a terra rachada.
A angústia no rosto estampada,
Reflete o sol um calor constante
A cada manhã, desperta, inda escaldante.

Sorvem o vento quente os animais
E a erva verde não existe mais,
Racha o coração de tanta dó.
Todos os açudes secos estão,
Ao ar se levanta vermelho pó,
O bater não se ouve mais do pilão.

As crianças reclamam por pão,
Juventude futura desta Nação.
Urge que alcemos a nossa mão,
Dividamos um pouco do quinhão
E supramos este momento de aflição.

Invista um pouco furando o chão,
Reserva temos não é pouca não,
Mostre o amor e seu bem-querer.
Ajude irmão, nosso sofrido sertão,
Orgulhoso o verás, outra vez, reflorescer.

SEDNAN MOURA

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de SEDNAN MOURA:
(((((((ECO))))))) Autor(a):
(...) Autor(a):
(A)CHEI ROSA Autor(a):
... NINGUÉM ME TIRA Autor(a):
... SE SONHAMOS Autor(a):
...AO MAR Autor(a):
...E AGORA Autor(a):
...E CHOVIA Autor(a):
...É FERA Autor(a):
...É O AMOR Autor(a):
...ERAM AZUIS Autor(a):
0 SÓSIA Autor(a):
01 (aldravia) Autor(a):
01 (PI) Autor(a):
02 (aldravia) Autor(a):
02 (PI) Autor(a):
03 (aldravia) Autor(a):
03 (PI) Autor(a):
04 (aldravia) Autor(a):
04 (PI) Autor(a):
05 (aldravia) Autor(a):
05 (PI) Autor(a):
06 (aldravia) Autor(a):
06 (PI) Autor(a):
07 (aldravia) Autor(a):
07 (PI) Autor(a):
08 (aldravia) Autor(a):
08 (PI) Autor(a):
09 (aldravia) Autor(a):
09 (PI) Autor(a):