EMANUELA RUFINO

 -  - EMANUELA RUFINO
Total Visualizações: 7000
Texto mais lido:
BUSCA PERFEITA. - Total: 334
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 407
10 Autores mais recentes...
JUAN CARLOS
DARLAN BEZERRA PILAR
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
JOSÉ MARIA AMARANTO
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1601475
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 261160
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 135668
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 113201
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 94792
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 61567
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 35849
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 33171
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 32504
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 29833
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 305
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Jasmim.


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Ah se outrem conhecesse o jasmim
Que da porta quando assim te vi
Com gosto meio doce misturado a Alecrim.
Os cantos dos pardais já não seriam o mesmo
A sinfonia clássica e descente seria o desejo
De somente olhar tua pose a cada espelho.
Em cada melodia a rima seria poesia
Numa eminência de notas inocentes,
Sólidas envolventes em teu beijo...
Enalteciam o minuto
No olhar firme, no canto e no momento.
Quando olhei veemente
E meu peito te ouviu intensamente
Um adeus tão firme e eloqüente
Que o canto mais belo deste dueto findou-se no tempo.
E os mesmos olhos que assim te viram Jasmim!
Cegaram-se no calvário deste lamento.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de EMANUELA RUFINO:
ACREDITEI ENQUANTO PUDE! Autor(a):
AMAR-TE-EI AURORA Autor(a):
BUSCA PERFEITA. Autor(a):
Crônicas das dores que não tem remédio. Autor(a):
Crônicas de quem não me deixou ficar. Autor(a):
Crônicas de Uma Rotina Diferente. Autor(a):
Deixa pra lá ! Autor(a):
Dizer- te- ei que. Autor(a):
Ei Moço! Autor(a):
Ei Moço! Autor(a):
Engano. Autor(a):
Felicidade. Autor(a):
Forte. Autor(a):
Jasmim. Autor(a):
LEIA COMO QUEM NUNCA ESCREVEU. Autor(a):
Lembranças de mim. Autor(a):
Levanta Menina. Autor(a):
Máquina Autor(a):
Multidão Autor(a):
Não Sou Nacional. Autor(a):
No Meu Retrato. Autor(a):
O SOL AINDA NASCE... Autor(a):
Quando doeu além de mim. Autor(a):
Restos Autor(a):
SEGREDOS. Autor(a):
Sinto Muito! Autor(a):
Solução. Autor(a):
SUFOCO" Autor(a):
UM MEIO LOUCO, UM POUCO MORTO! Autor(a):
Uma Flor Amarela Autor(a):