FRANCISCO DE ASSIS SILVA

 -  - FRANCISCO DE
Total Visualizações: 11845
Texto mais lido:
HOMENAGEM À MEMÓRIA DE MEU FILHO FERNANDO - Total: 241
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 475
10 Autores mais recentes...
JUAN CARLOS
DARLAN BEZERRA PILAR
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
JOSÉ MARIA AMARANTO
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1607471
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 261854
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 135960
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 113244
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 95003
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 62276
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 35976
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 33250
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 32601
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 30134
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 200
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

AMARGA DESILUSÃO


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

AMARGA DESILUSÃO



Eu confiei em ti, julguei-te sincera,
Na intensa emoção que nos teus beijos senti;
Julguei-me feliz, num sonho de quimera,
Nas juras de amor que muitas vezes ouvi.

Mas foi tudo ilusão, permaneci na espera
que meu castelo de estrelas que eu construí
viesse desmoronar, nestes versos, pudera,
Eu conseguir hoje, me esquecer de ti!

Não olvidarei, e no entanto, se eu pudesse
Esquecer o fulgor dessa ilusão perdida
Que vem me entorpecer e minha alma entristece.

Mas a lembrança, peçonha apetecida,
Se introduziu no meu ser, e agora padece
Em ruínas esta paixão desfeita e inatingida!

Francisco de Assis Silva

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de FRANCISCO DE ASSIS SILVA:
A HISTÓRIA HILÁRIA DE UM SONETO Autor(a):
A MORTE Autor(a):
A REFORMA PROTESTANTE Autor(a):
ADJON - 55 ANOS DE GLÓRIA! Autor(a):
AGRADECIMENTO ÀS MÃES Autor(a):
ALEGRIA! Autor(a):
AMARGA DESILUSÃO Autor(a):
AMEI COMO NINGUÉM AMOU Autor(a):
AMO IMENSAMENTE! Autor(a):
AMO! Autor(a):
AS NAMORADAS QUE CONQUISTEI DOS MEUS AMIGOS Autor(a):
ASPIRAÇÕES... NA TARDE CHUVOSA... Autor(a):
ATRAÇÃO Autor(a):
BALADA PARA NÓS DOIS Autor(a):
BALADA PARA NÓS DOIS Autor(a):
BOA NOITE! Autor(a):
CAMA DE CIMENTO Autor(a):
COMISERAÇÃO A UMA MULHER Autor(a):
COMPUNÇÃO - PESO NA ALMA Autor(a):
CONTA-ME... Autor(a):
ELEIÇÃO E PREDISTINAÇÃO Autor(a):
EM ALGUM LUGAR DO PASSADO Autor(a):
ÉS LINDA! Autor(a):
EU RECORDO COM CARINHO Autor(a):
FRIA SOLIDÃO Autor(a):
FUGA NO MEIO DA NOITE Autor(a):
GRAÇAS PELOS TEUS DIAS Autor(a):
HOMENAGEM À MEMÓRIA DE MEU FILHO FERNANDO Autor(a):
HOMENAGEM À MEMÓRIA DE MEU FILHO FERNANDO Autor(a):
INDECISÕES Autor(a):