ALEXANDRE BRUSSOLO

 -  - ALEXANDRE BRUSSOLO
Total Visualizações: 250858
Texto mais lido:
Música (T2941) - Total: 2629
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 274
10 Autores mais recentes...
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
RUAN VIEIRA
FERNANDO DANIEL FRANCO DE CAMARGO
ELIAS OLIVEIRA DE JESUS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1485235
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 250858
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 125540
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 112286
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 91400
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 55485
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 33755
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 31617
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 30508
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 26054
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 69
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Sobre o amor (T1318)


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***


Um dos sentimentos mais sublimes, o amor, talvez seja o mais difícil de compreender, pelo amplo significado que podemos interpretar em uma palavra tão pequena, mas que traz sofrimentos enormes ao espírito humano, e é entendido até no mundo animal, há quem dirá o contrário, mas entre nossos amigos inferiores também tem amor, pode ser entre eles ou deles para nós.
Mas quando se ama não há sofrimento, e isso é uma grande verdade, pois quem ama sabe compreender os limites do próximo, e digo são poucas pessoas que fazem isso, amar é simplesmente entender que há limites no amor também, é entender as pessoas como elas são, quem julga muitas vezes não ama, quem prende e não quer libertar não ama, simplesmente adquire o sentimento de posse.
É o sentimento mais cantado, mais declamado em versos, há inúmeros filmes que nos mostram o verdadeiro amor, aquele livre de apego, aquele que o coração partido prefere ver sua amada longe mas feliz, e neste caso nunca haverá sofrimento, pois não há a posse, e o que nos faz sofrer por amor é o sentimento de perda, e perder algo nos leva à possessão.
Hoje vemos como algo tão normal a separação, mas na verdade não vemos mais aquele amor, simplesmente o ato de compartilhar, de viver a dois de maneira desapegada, aí está, hoje não há amor em muitos casamentos, o que existe é o sentimento da segurança momentânea, pois quem ama não procura segurança, procura compartilhar todos os momentos da vida.
Como um exemplo posso ilustrar um filme, que para muitos pode ser um filme meio parado, uma comédia romântica como tantas outras por aí, mas ali tem uma poesia muito grande, o filme não é apenas uma comédia romântica, isso não, ele tem um conteúdo que nos leva a analisar o que é amor verdadeiro.
Eu falo do filme "Como se fosse a primeira vez", estrelado por Adam Sandler e Drew Barrymore, o casal romântico.
Ela sofre de um problema de aminésia, vive todos os dias como o dia de seu acidente de carro, e pelo acidente ficou com sequelas. Quando ele a ve pela primreira vez se apaixona, mas ele não sabe do problema, fica sabendo depois, mas mesmo asim ele não deixa de conquistá-la, ele vai atrás do que acredita, o amor que sente por ela, mesmo sabendo que no dia seguinte ela não vai mais lembrar dele, mas aí que está o ponto certo, ele a ama tanto que o problema que ela tem é efêmero, sem importância, pois nem que ele tenha que conquistá-la todos os dias valerá a pena, o amor dá força para insistirmos no que acreditamos, ele une em horas boas e principalmente nas ruins, e é esta mensagem que fica implícita no filme, é esta visão que o filme quer passar de um modo bem simples, e é o que encontramos em tantas obras literárias.
O amor não é morte, ele é acima de tudo vida sem sofrimento.

Alexandre Brussolo (06/09/2011)

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ALEXANDRE BRUSSOLO:
A arte de amar (T2387) Autor(a):
A cada dia (T2178) Autor(a):
A cada dia (T2631) Autor(a):
A cada manhã (T1803) Autor(a):
A cada noite (T2004) Autor(a):
A casa (T2944) Autor(a):
A Derrota (T175) Autor(a):
A dor da perda (T690) Autor(a):
A dor de um poeta (T799) Autor(a):
A Era da Incerteza (R30) Autor(a):
A Estrelinha (T443) Autor(a):
A força de Deus (T1585) Autor(a):
A Gafe (T200) Autor(a):
A história se repete (T552) Autor(a):
A Imagem de Deus (T1074) Autor(a):
A Janela (T617) Autor(a):
À luz de velas (T718) Autor(a):
À mercê (T2616) Autor(a):
À Minha Vó... (T202) Autor(a):
A outra metade (T2088) Autor(a):
A poesia de cada um (T2914) Autor(a):
A presença de Deus (T1699) Autor(a):
A Princesa (T1766) Autor(a):
A Princesa (T311) Autor(a):
À Procura do Caminho Certo (T25) Autor(a):
A saudade dói (T1747) Autor(a):
A seu lado (T2157) Autor(a):
À sua procura (T2214) Autor(a):
A tal felicidade (T2840) Autor(a):
A Taturana Ana (T238) Autor(a):