ALEXANDRE BRUSSOLO

 -  - ALEXANDRE BRUSSOLO
Total Visualizações: 500512
Texto mais lido:
Música (T2941) - Total: 2861
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 309
10 Autores mais recentes...
CELSO J.
VALERIA BRITO BULHOES ROCHA
SUELEN LUIZ DE OLIVEIRA
EDENICE SANTOS DA SILVA
LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA
DIONILDO DANTAS
VALMIR APARECIDO SAMBO
WALLACE MARINS
DEIVID
IVONE DETTMANN GONCALVES
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 3773670
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 542546
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 514886
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 500512
622 SANTO VANDINHO
SANTO VANDINHO
Total: 256398
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 156828
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 131107
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 74714
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 65190
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 63244
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 131
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Saga de um Cachorro (T106)


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Moribundo percorres as estradas
de um destino cruel e lastimável.
Pé após pé corres o mundo
a buscar o seu lugar , o seu afago.
Ponta-pés já levaste de monte
escurraçado já foste de vários lugares
de doente já foste chamado
e injustiças já sofreste demais.
Agora olhos anêmicos
que transmitem tristeza e repulsa
aos seres humanos,
tidos como seres civilizados,
perde o sangue igual ao de qualquer ser,
de uma garrafada que levaste,
ato inexplicável , apenas por maldade.
Fechas os olhos, e a dor escondes
és forte, és corajoso, és um bravo cachorro
que agora descansas em paz.
Amém.


Alexandre Brussolo (28/08/1995)

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ALEXANDRE BRUSSOLO:
A arte de amar (T2387) Autor(a):
A cada dia (T2178) Autor(a):
A cada dia (T2631) Autor(a):
A cada manhã (T1803) Autor(a):
A cada noite (T2004) Autor(a):
A casa (T2944) Autor(a):
A Derrota (T175) Autor(a):
A dor da perda (T690) Autor(a):
A dor de um poeta (T799) Autor(a):
A Era da Incerteza (R30) Autor(a):
A Estrelinha (T443) Autor(a):
A força de Deus (T1585) Autor(a):
A Gafe (T200) Autor(a):
A história se repete (T552) Autor(a):
A Imagem de Deus (T1074) Autor(a):
A Janela (T617) Autor(a):
À luz de velas (T718) Autor(a):
À mercê (T2616) Autor(a):
À Minha Vó... (T202) Autor(a):
A outra metade (T2088) Autor(a):
A poesia de cada um (T2914) Autor(a):
A presença de Deus (T1699) Autor(a):
A Princesa (T1766) Autor(a):
A Princesa (T311) Autor(a):
À Procura do Caminho Certo (T25) Autor(a):
A saudade dói (T1747) Autor(a):
A seu lado (T2157) Autor(a):
À sua procura (T2214) Autor(a):
A tal felicidade (T2840) Autor(a):
A Taturana Ana (T238) Autor(a):