ALEXANDRE BRUSSOLO

 -  - ALEXANDRE BRUSSOLO
Total Visualizações: 422686
Texto mais lido:
Música (T2941) - Total: 2814
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 309
10 Autores mais recentes...
LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA
DIONILDO DANTAS
VALMIR APARECIDO SAMBO
WALLACE MARINS
DEIVID
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
CLEITON CARVALHO DE JESUS GONSALVES
LUIZA NASCIMENTO ABREU
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 3339197
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 422686
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 380191
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 338927
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 202560
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 134873
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 125466
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 61556
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 52887
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 52370
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 116
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Depressão (R28)


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Existem várias coisas que afligem minha alma. Coisas que aos olhos de outras pessoas pareçam mesquinharias, coisas sem importâncias.
Porque escrever ao invés de falar? Por que falar não conseguiria, escrevendo me sinto à vontade e também saberia se estou esquecendo algo.
No mundo ocupamos lugares, cada qual com uma missão a cumprir, missão que os astros supremos deram-nos a chance de escolher, segundo a crença espírita.
Mas infelizmente eu não posso acreditar nisso, eu não me sinto à vontade para cumprir a minha missão, como poderia eu escolher um caminho onde a autocrítica acompanha-me desde que nasci. A consciência sempre perturbando-me, achando que tudo que faço é mal feito.
Eu não sinto que nasci para esse mundo, o mundo idealizado por mim é totalmente diferente deste em que vivo. Não nasci para competir, não sou bom nisso, na verdade no que sou bom, sou um fracasso. Não sou bom em nada.
Às vezes olho os menos afortunados, mas também não posso ficar consolando-me neles, e eu como fico. Também podemos levar em conta que não sabemos o que se passa na cabeça destas pessoas.
A verdade é que não venci na vida, eu sou uma farsa , um cara cheio de inveja e egoísmo.
O que me dizem sobre a inveja, se eu vivo criticando-me sobre ser invejoso, às vezes travo brigas estafantes com o subconcsciente por causa da inveja, como posso ter escolhido este caminho para a reencarnação. Quando realmente passei a conviver com este drama não sei, é duro de segurar. Todos acham que eu quero ser assim, eu garanto-lhes que não, não quero ser, mas há algo mais forte que eu, que consome todas as tentativas de acabar com este sentimento.
Ser uma pessoa perfeita com suas coisas perfeitas é tão difícil, nem isso consigo ser e muito menos ter. A perfeição não existe.
Estar no mundo por estar não é nada digno de uma pessoa.
Vivo num jogo de consciência destrutivo e constante. Qualquer palavra negativa a meu respeito e já me torno a pior das pessoas , me sinto sujo, havendo a necessidade de limpeza da alma, aí vem o jogo da consciência , onde há sempre uma voz perturbando-me, fazendo-me sentir ainda pior.
Eu não sei o que se passa comigo, sinceramente eu não queria ser assim. Eu queria ser totalmente diferente do que sou. Uma pessoa que procura ser perfeito e ter em tudo a perfeição, não é normal. Procuro dentro de mim a anormalidadeque me leva a ser assim , pois realmente uma parte de meu ser combate e critica a outra.
Pensei muito, sofri muito com este jogo de consciência, mas não consigo enfrentar, sempre sou derrotado, pois sou taxadoa ao fracasso.
O que realmente podemos considerar como uma vida bem sucedida , com privilégios, e uma vida tranquila? O que para mim é fracasso para outros pode ser sucesso. Temos que definir o que realmente é o sucesso para nós. Do meu ponto de vista, sucesso só se concretiza a partir do momento que nossos sonhos, ou melhor, que nossas idealizações se completam num único objetivo, a sua realização. Mas o que é idealizar de fato?
Idealizar é planejar, planejar um estilo de vida, planejar um modo de viver que esteja de acordo com o que você quer. Quando se atinge o objetivo, aí sim, temos a idealização transformada em realização, e a realização transformada em sucesso.
Pode-se até dizer que idealizar é uma forma de loucura, mas uma loucura consciente e racional. Mas e se não conseguirmos atingir nossos objetivos idealizados o que será que acontece, realmente é uma coisa que não tem resposta.
O que é loucura consciente e racional? É o estado de sonho de vida imaginada, o que realmente leva-nos a crer que se trata de loucura.
O que será de um homem que já não acredita em mais nada, não encontra mais luz em seu espírito, e a vontade de viver torna-se desânimo e desmotivação.
Não sei mais o que pensar de toda situação que gira ao meu redor.
Talvez a minha alegria de viver tenha cessado, dando lugar ao cansaço, é, estou cansado de viver, não falo aqui da vontade do suicídio, longe de mim, mas sim da descrença da vida, a verdadeira falta de perspectiva diante dela. Para mim não há mais nada que possa alcançar daqui para frente.
Negativo sim, é o puro negativismo, estrutura sórdida, o lado negro da alma humana.


Alexandre Brussolo



 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ALEXANDRE BRUSSOLO:
A arte de amar (T2387) Autor(a):
A cada dia (T2178) Autor(a):
A cada dia (T2631) Autor(a):
A cada manhã (T1803) Autor(a):
A cada noite (T2004) Autor(a):
A casa (T2944) Autor(a):
A Derrota (T175) Autor(a):
A dor da perda (T690) Autor(a):
A dor de um poeta (T799) Autor(a):
A Era da Incerteza (R30) Autor(a):
A Estrelinha (T443) Autor(a):
A força de Deus (T1585) Autor(a):
A Gafe (T200) Autor(a):
A história se repete (T552) Autor(a):
A Imagem de Deus (T1074) Autor(a):
A Janela (T617) Autor(a):
À luz de velas (T718) Autor(a):
À mercê (T2616) Autor(a):
À Minha Vó... (T202) Autor(a):
A outra metade (T2088) Autor(a):
A poesia de cada um (T2914) Autor(a):
A presença de Deus (T1699) Autor(a):
A Princesa (T1766) Autor(a):
A Princesa (T311) Autor(a):
À Procura do Caminho Certo (T25) Autor(a):
A saudade dói (T1747) Autor(a):
A seu lado (T2157) Autor(a):
À sua procura (T2214) Autor(a):
A tal felicidade (T2840) Autor(a):
A Taturana Ana (T238) Autor(a):