THALYA SANTOS

 -  - THALYA SANTOS
Total Visualizações: 100672
Texto mais lido:
AMANHECER NA QUERÊNCIA - Total: 623
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1274
10 Autores mais recentes...
DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
CLEITON CARVALHO DE JESUS GONSALVES
LUIZA NASCIMENTO ABREU
MARCO PAULO VALERIANO DE BRITO
ALHOSAL
JUAN CARLOS
DARLAN BEZERRA PILAR
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
JOSÉ MARIA AMARANTO
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1836190
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 276777
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 157438
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 114583
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 100672
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 73920
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 41700
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 39304
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 35595
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 35367
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 306
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

A DESGRAÇADA DA ESTELA


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Apeia amigo
Chega cá pro galpão
Enquanto atiço o fogo
Desencilha o alazão.

Já vejo que pelo teu jeito
Algo não vai direito
É com a mulher velha?
Ou é com a criançada?
Desembucha tchê!
Que para amigo ,não se esconde nada.

Puxando um suspiro fundo
Como quem acabou com o mundo
Resolveu falar...
Suando gelado
Como quem esta resfriado
Começou a gaguejar:
É ela...È ela.

Calma companheiro
Toma um trago primeiro.
Tomou um, tomou dois e três
Falou tudo de uma vez.

A desgraçada da Estela
Pra quem dei meu rancho
Minha cama, minha costela.
Deixei das carreiras...
Dos bailes e da cachaça.
Só nela eu achava graça.

E agora me contaram
Que a Estela neste instante
Esta na casa de um amante.


Ai foi eu que suei gelado
Dei um suspiro desesperado
Pedi licença ao amigo.
Bati com a bota no chão
E me afastei do galpão.
Entre lá no meu rancho
Como quem vê assombração.

E como um boi desgarrado
Que um dia se vê acuado.
Mandei embora a Estela
Mas...
Mas como era imenso
Meu amor por ela.



Publicado no site em 14/09/2009

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de THALYA SANTOS:
A ALMA Autor(a):
A CADEIRA DA VOVÓ Autor(a):
A CHUVA NÃO PARA Autor(a):
A CIDADE DORME Autor(a):
A CIDADE MAIS ANTIGA DO RIO GRANDE DO SUL ( CURIOSIDADES ) Autor(a):
A DANÇA DA CANETA Autor(a):
A DESGRAÇADA DA ESTELA Autor(a):
A DIFERENÇA DE LADRÃO DE GALINHA E DE ROUBAR O PAÍS Autor(a):
A DOR QUE SUFOCO EM MEU PEITO Autor(a):
A ESCADA Autor(a):
A ESCOLA DA VIDA Autor(a):
A FORÇA DA AMIZADE Autor(a):
A HERANÇA Autor(a):
A HISTÓRIA DA VELHA Autor(a):
A HISTÓRIA DO PIÁ Autor(a):
A IMPORTÂNCIA DO QUASE Autor(a):
A LUA FOI DORMIR Autor(a):
A MADRUGADA Autor(a):
A MAGIA DA NOITE Autor(a):
A MENINA E HISTÓRIA Autor(a):
A MINHA AMIGA AMARILLIS Autor(a):
A MORTE Autor(a):
A MORTE NÃO INTERROMPE A VIDA Autor(a):
A PALHAÇA Autor(a):
A PERERECA GELADA Autor(a):
A POESIA DO NADA Autor(a):
A POESIA ME ABRAÇA Autor(a):
A POESIA ME ABRAÇA Autor(a):
A PORTA TRANCADA Autor(a):
A RUA Autor(a):