DIRCEU DETROZ

 -  - DIRCEU DETROZ
Total Visualizações: 195922
Texto mais lido:
A LIZZ DO DIR - Total: 663
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1874
10 Autores mais recentes...
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
CLEITON CARVALHO DE JESUS GONSALVES
LUIZA NASCIMENTO ABREU
MARCO PAULO VALERIANO DE BRITO
ALHOSAL
JUAN CARLOS
DARLAN BEZERRA PILAR
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 2200812
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 300711
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 195922
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 116675
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 106745
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 94798
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 67580
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 43390
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 38540
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 38353
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 389
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

TARÂNTULAS


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Quando as calêndulas
de outono chegarem,
não precisarei me entocar
no centro da Terra,
caçando tarântulas
de oito patas ostentadas
e desobedecidas.

Quando o verão
de junho chegar,
você não me pede
e eu não sei se pode,
mas quero plantar
um jardim de rosas
no Gulag,
sem a ajuda
do meu iPad
ou do meu iPhone.

Não crio
meias verdades,
os séculos
que trouxeram tecnologia
mataram a genialidade.

Estamos na era
dos grunhidos
das tarântulas tatuadas,
algumas ainda
em estado selvagem.

Que deixaram
o pai de Arne Saknussem,
ou um Alexander Soljenítsin
pobres de linguagem.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de DIRCEU DETROZ:
A "IA" NÃO SERÁ UM MENINO BONITO Autor(a):
A ALMA A SINGULARIDADE E O FUTURO Autor(a):
A causa da ciência Autor(a):
A CHEGADA Autor(a):
A CIÊNCIA ACIMA DE TODOS Autor(a):
A CULPA NÃO É DOS OSSOS - Crônica escrita em 2014 Autor(a):
A década revolucionária Autor(a):
A EQUAÇÃO DA ALMA Autor(a):
A esperança e a dor Autor(a):
À ESPREITA Autor(a):
A ESTRANHA INTELIGÊNCIA Autor(a):
A GENÉTICA DIVINA Autor(a):
A INDUSTRIA GENÉTICA NÃO É FICÇÃO Autor(a):
A INFÂNCIA DOS LIVROS Autor(a):
A LIZZ DO DIR Autor(a):
A MAÇA DO CONHECIMENTO Autor(a):
A MENINA NA JANELA Autor(a):
A NOITE DE ONTEM Autor(a):
A NOSSA IDADE DAS TREVAS Autor(a):
A NOSSA LÍNGUA PORTUGUESA Autor(a):
A OBRA-PRIMA DO PERDÃO Autor(a):
A paciente silenciosa Autor(a):
A REALIDADE E A FICÇÃO Autor(a):
A SAGA DO SOM ESTÉREO Autor(a):
A SENHA Autor(a):
A SENHA Autor(a):
A UTOPIA CÓSMICA Autor(a):
A VAGINA DO PICASSO (Um conto nada intelectual) Autor(a):
A VARIÁVEL ESQUECIDA Autor(a):
A VARIÁVEL HUMANA Autor(a):