ALEXANDRE BRUSSOLO

 -  - ALEXANDRE BRUSSOLO
Total Visualizações: 443639
Texto mais lido:
Música (T2941) - Total: 2831
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 309
10 Autores mais recentes...
SUELEN LUIZ DE OLIVEIRA
EDENICE SANTOS DA SILVA
LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA
DIONILDO DANTAS
VALMIR APARECIDO SAMBO
WALLACE MARINS
DEIVID
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 3550684
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 443639
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 419320
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 402769
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 220316
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 140273
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 127269
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 64873
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 55811
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 55002
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 129
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Incompreensível (R17)


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Trilhamos por caminhos incompreensìveis, e o mais extraordinário é que o caminho que seguimos só tem à frente nossas vistas, o que fica para trás é envolvido por um véu que no ato do arrependimento tentamos desfazer sem jamais conseguir.
Era uma tarde tranquila de fevereiro, oh! fevereiro, mês da folia, mês da perdição. Preparava-me para mais um carnaval, sempre conseguia ludibriar minha noiva, o importante era aproveitar antes do casamento.
Ah! o baile, o cheiro da orgia no ar, a vida, a euforia, tudo se instalava na minha ânsia. De repente lá estava em traços angelicais, a tentação em pessoa, aquela que Zeus colocaria ao seu lado no Olimpo.
Um fogo atingiu-me, um calor intenso, e num instante já estávamos íntimos na animada festa da carne.
No êxtase da festa bebemos, rimos, nos embriagamos, nos conhecemos melhor e não sei como já estávamos sentindo o orgasmo deliberado da paixão, uma noite para não ser esquecida.
Nunca mais a vi, nem no serviço, em nenhum lugar. Só soube que havia se afastado para tratamento de uma doença. Nos burburinhos do corredor ouvi o nome da maldita doença. Rapidamente fui fazer um exame, e constatou-se, foi pior do que se tivesse tomado várias facada, meu castelo de sonhos desmoronou-se.
Contei aos familiares, que não foi tão difícil, mas para minha noiva foi terrível ainda lembro como foi:
__ Sabe as coisas às vezes não caminham como a gente quer, tomam rumos inesperados, rumos que não queríamos que tomassem, mas infelizmente tomam, eu só queria que você soubesse que você eu sempre amei, amei com toda com toda a intensidade, e as outras era só paixão , só sexo mais nada. Você sempre foi justa , eu que cometi uma injustiça com você e recebi o castigo que terei que cumprir. Hoje te liberto para seguir o teu caminho, pois o meu não pode ser mais ao seu lado , nem se eu quisesse. Para mim está sendo difícil dizer-te tudo isso e fazer essa revelação, mas a verdade é que estou com AIDS. Não precisa se alarmar, você não deve estar, eu não fiz amor com você este mês, e eu peguei, tenho certeza disso, foi de uma menina do serviço que encontrei no baile, bebemos e depois...
Consegui dizer tudo com muita dificuldade, o que doeu mais foi a reação dela, calada , levantou-se e foi embora.
Atualmente fiquei sabendo que ela está casada e espera um filho, e eu vivo agora numa cama de hospital esperando o silêncio da morte.


Alexandre Brussolo (31/07/1997)


 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ALEXANDRE BRUSSOLO:
A arte de amar (T2387) Autor(a):
A cada dia (T2178) Autor(a):
A cada dia (T2631) Autor(a):
A cada manhã (T1803) Autor(a):
A cada noite (T2004) Autor(a):
A casa (T2944) Autor(a):
A Derrota (T175) Autor(a):
A dor da perda (T690) Autor(a):
A dor de um poeta (T799) Autor(a):
A Era da Incerteza (R30) Autor(a):
A Estrelinha (T443) Autor(a):
A força de Deus (T1585) Autor(a):
A Gafe (T200) Autor(a):
A história se repete (T552) Autor(a):
A Imagem de Deus (T1074) Autor(a):
A Janela (T617) Autor(a):
À luz de velas (T718) Autor(a):
À mercê (T2616) Autor(a):
À Minha Vó... (T202) Autor(a):
A outra metade (T2088) Autor(a):
A poesia de cada um (T2914) Autor(a):
A presença de Deus (T1699) Autor(a):
A Princesa (T1766) Autor(a):
A Princesa (T311) Autor(a):
À Procura do Caminho Certo (T25) Autor(a):
A saudade dói (T1747) Autor(a):
A seu lado (T2157) Autor(a):
À sua procura (T2214) Autor(a):
A tal felicidade (T2840) Autor(a):
A Taturana Ana (T238) Autor(a):