DORI AMÉRICO

 -  - DORI AMÉRICO
Total Visualizações: 278
Texto mais lido:
Cheiro- verde - Total: 200
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 16
10 Autores mais recentes...
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
RUAN VIEIRA
FERNANDO DANIEL FRANCO DE CAMARGO
ELIAS OLIVEIRA DE JESUS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1480965
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 250539
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 125298
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 112269
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 91284
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 55287
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 33678
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 31573
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 30439
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 26006
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 78
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

CHEIRO-VERDE


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Cheiro-verde

Sombras, são...
Bênçãos! Ao pé do cipreste.
E, quando se presta, alentar cheiro agreste, ao leste da aceroleira, é a própria flor do amor, que se cheira, enquanto, no encanto de todos os cantos, vê-se, verde.
Ainda, em visão linda e límpida, há jardim com matiz carmim, amoreiras e, capim cidreira.
Com isso, tudo fica ainda mais bonito.
Dá até gosto. Até gosto, dá.
Parece incrível isso, mas, tem gosto, o ar.
Além, de se descender, desse sabor, o ar, também, tão bem, tem cor.
Para se chegar, à cor do ar, há que, nesse ar, toda cor, se misturar... Um misto de tudo! Branco, preto, azul, rubro; sobrepondo-se, contudo, o verde claro, com o verde escuro.
Ah! Há cor de amor, no ar!
Da cidreira, chá, tomar! Mais para lá, jatobá!
Tendo-se, um bom tempo, eis, um templo bom, para se contemplar. Para se lançar olhar: o seu e o meu. E, nessa obra de arte, lá no topo de todas as árvores: Deus!

Pousos de pombas. Repousos em sombras... Já que, sombras, são... Paz, na sua propulsão. E depois, de impulsiona-la, à alma, entrega-la. A essa entrega, amar. Depois, nelas, ficar: tanto na sombra como, na paz! Aos pés, relaxar. Junto aos pés de cajás, do pomar.
Busque bosques...
Solte-se à sorte...
Colha flores...
De frutas, se farte... Viver, é uma arte.
Viva vida. Mas, nas sombras, descanse da lida. Não há nenhuma dor tão dolorida, que não possa ser superada e pintada, e, pela cor preferida, se tornar colorida.
Quero amar, ela! A cor amarela. Que ao sol, empresta, toda a reserva que lhe resta, para que, brilhe ele, de primavera a primavera.
Também, tão bem, cheirar, o ar. E nele, ver encontrado, o aromático, Cheiro-verde. Eis que, essa planta amiga, bem sintetiza, sabor, cheiro e cor.
A se tomar, por essa medida, vai a dica: se, até o cheiro é verde, então, à abstração, aceite. Do colorido amigo, se aproveite.
Então, agora me diga: por que não tomar por esse ponto de partida e, tornar a sua vida, saborosa, cheirosa e multicolorida?

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de DORI AMÉRICO:
Cheiro- verde Autor(a):
CHEIRO-VERDE Autor(a):