FRANCISCO DE ASSIS SILVA

 -  - FRANCISCO DE
Total Visualizações: 9996
Texto mais lido:
HOMENAGEM À MEMÓRIA DE MEU FILHO FERNANDO - Total: 207
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 455
10 Autores mais recentes...
ALEXANDRE DORNELES DE BRITO PINNA
SALETI HARTMANN
ELIZABETH PEREIRA DA SILVA
ELLENDRA VALENTINE
ONIVAN BARBOSA PANTOJA
THALLES CAKAN
ADALTO FREITAS
PERGENTINO JUNIOR
MARIA DO SOCORRO DOMINGOS
PAOLA CAMILA DOS SANTOS ESQUIVEL
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1197773
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 225583
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 109994
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 79897
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 78534
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 43057
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 28205
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 27679
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 25565
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 23098
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 106
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

MEUS SENTIMENTOS EMOTIVOS


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

MEUS SENTIMENTOS EMOTIVOS


Eu ví nesta manhã, na beira do caminho
Um cão sarnento em completo abandono;
Senti tanta tristeza ao ver o bichinho
Sem abrigo e faminto longe do seu dono.

Vendo aquele animal parado, sozinho,
Sob o túnel imóvel, com fadiga e sono,
Pensei no seu destino e amargo caminho
Pelas vias públicas, isso em pleno outono.

Até me imaginei conduzindo o cão
Rumo à minha casa e lhe dando abrigo;
Senti-me sem forças e sem condição

De oferecer carinho ao “melhor amigo
Do homem”, que despreza sem compaixão
A um pobre animal lançando este castigo!


Francisco de Assis Silva

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de FRANCISCO DE ASSIS SILVA:
A HISTÓRIA HILÁRIA DE UM SONETO Autor(a):
A MORTE Autor(a):
A REFORMA PROTESTANTE Autor(a):
ADJON - 55 ANOS DE GLÓRIA! Autor(a):
AGRADECIMENTO ÀS MÃES Autor(a):
ALEGRIA! Autor(a):
AMARGA DESILUSÃO Autor(a):
AMEI COMO NINGUÉM AMOU Autor(a):
AMO IMENSAMENTE! Autor(a):
AMO! Autor(a):
AS NAMORADAS QUE CONQUISTEI DOS MEUS AMIGOS Autor(a):
ASPIRAÇÕES... NA TARDE CHUVOSA... Autor(a):
ATRAÇÃO Autor(a):
BALADA PARA NÓS DOIS Autor(a):
BALADA PARA NÓS DOIS Autor(a):
BOA NOITE! Autor(a):
CAMA DE CIMENTO Autor(a):
COMISERAÇÃO A UMA MULHER Autor(a):
COMPUNÇÃO - PESO NA ALMA Autor(a):
CONTA-ME... Autor(a):
ELEIÇÃO E PREDISTINAÇÃO Autor(a):
EM ALGUM LUGAR DO PASSADO Autor(a):
ÉS LINDA! Autor(a):
EU RECORDO COM CARINHO Autor(a):
FRIA SOLIDÃO Autor(a):
FUGA NO MEIO DA NOITE Autor(a):
GRAÇAS PELOS TEUS DIAS Autor(a):
HOMENAGEM À MEMÓRIA DE MEU FILHO FERNANDO Autor(a):
HOMENAGEM À MEMÓRIA DE MEU FILHO FERNANDO Autor(a):
INDECISÕES Autor(a):