DIRCEU DETROZ

 -  - DIRCEU DETROZ
Total Visualizações: 137164
Texto mais lido:
A LIZZ DO DIR - Total: 576
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1686
10 Autores mais recentes...
JUAN CARLOS
DARLAN BEZERRA PILAR
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
JOSÉ MARIA AMARANTO
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1621245
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 262803
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 137164
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 113333
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 95326
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 63018
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 36181
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 33397
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 32777
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 30871
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 307
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

É PRECISO DISCUTIR OS HUMANOS


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

O Brasil que todos nós pensávamos ser um país diferente, mostrou sua cara quando os brasileiros foram às ruas protestar contra os corruptos. Não diria que a faísca do ódio ideológico foi acessa ali. Ali com certeza a faísca foi assoprada. Transformando-se rapidamente em braseiro.

A palavra da moda é empoderamento. Chegando das ruas o ódio ideológico empoderou-se negativamente nas redes sociais. Um campo de batalha onde os “soldados” na maioria das vezes preferem não mostrar o rosto. Esses soldados foram a fertilidade para que as “fakes News” florescessem e se espalhassem como ervas daninhas.

Na última semana, o ódio ideológico em terras brasileiras atingiu seu ápice com o assassinato de Marielle. Tratado pela mídia e redes sociais como um espetáculo nunca visto antes. O ser humano Marielle ficou em segundo plano. Dividiram rapidamente a morta em duas. Uma metade era anjo. A outra metade era demônio.

Podemos citar ainda como exemplo o vídeo do cantor Agnaldo Timóteo. Num acesso de ódio, Agnaldo xingou os habitantes da Região Sul do Brasil defendendo Lula. As respostas que partiram daqui destilavam o mesmo ódio contra Lula e o cantor.

Seria ignorância afirmar que ódio ideológico é uma exclusividade brasileira. Depois de vencerem a 2ª Guerra Mundial e dividirem o espólio da Europa, americanos e russos continuaram e continuam se odiando. A motivo é seus sistemas político-econômicos. Ou seja, Capitalismo e democracia versus Comunismo.

A direita vem ganhando cada vez mais espaço na política europeia e já é motivo de preocupação. Esse espaço vem sendo ganho com um discurso de ódio racial feito sem nenhum pudor contra os imies. Acusados de contaminar as raças europeias.

Ultimamente os antropólogos têm se debruçados sobre as variáveis desse ódio ideológico tentando explicá-lo. Creio que não consigam. Não enquanto continuarem desvinculando a raça humana do ódio. Só alcançamos o posto de predadores alfas do planeta graças a nossa capacidade de odiar.

Os braseiros do ódio evoluem para fogueiras com as nossas diferenças. Numa tentativa de justificar, a ministra Cármen Lúcia disparou que Lula deve ser tratado como qualquer outro brasileiro. Com toda a certeza, os ministros do STF não perderiam horas se “cansando” discutindo um habeas-corpus em favor do Luiz Inácio do boteco da esquina.

A mesma diferença ficou evidente com Marielle. Não fosse ela vereadora, e seria apenas mais uma morte nas estatísticas. Fato. O ódio pode ser encontrado nas diferenças, nas ideologias e nas crenças religiosas. Fato. Para entendê-lo é preciso esquecer as ideologias, as diferenças, as crenças, e discutir os humanos.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de DIRCEU DETROZ:
A "IA" NÃO SERÁ UM MENINO BONITO Autor(a):
A ALMA A SINGULARIDADE E O FUTURO Autor(a):
A CHEGADA Autor(a):
A CIÊNCIA ACIMA DE TODOS Autor(a):
A CULPA NÃO É DOS OSSOS - Crônica escrita em 2014 Autor(a):
A EQUAÇÃO DA ALMA Autor(a):
À ESPREITA Autor(a):
A GENÉTICA DIVINA Autor(a):
A INDUSTRIA GENÉTICA NÃO É FICÇÃO Autor(a):
A INFÂNCIA DOS LIVROS Autor(a):
A LIZZ DO DIR Autor(a):
A MAÇA DO CONHECIMENTO Autor(a):
A MENINA NA JANELA Autor(a):
A NOITE DE ONTEM Autor(a):
A NOSSA IDADE DAS TREVAS Autor(a):
A NOSSA LÍNGUA PORTUGUESA Autor(a):
A OBRA-PRIMA DO PERDÃO Autor(a):
A REALIDADE E A FICÇÃO Autor(a):
A SAGA DO SOM ESTÉREO Autor(a):
A SENHA Autor(a):
A SENHA Autor(a):
A UTOPIA CÓSMICA Autor(a):
A VAGINA DO PICASSO (Um conto nada intelectual) Autor(a):
A VARIÁVEL ESQUECIDA Autor(a):
A VARIÁVEL HUMANA Autor(a):
A VEZ DAS CIGARRAS Autor(a):
A VEZ DAS CIGARRAS Autor(a):
A VIDA PREGA PEÇAS Autor(a):
A VISITA Autor(a):
A VISITA DO APOPHIS Autor(a):