ALTAIR SCHMIDT DA ROCHA

 -  - ALTAIR SCHMIDT
Total Visualizações: 8260
Texto mais lido:
AMOR GRAVADO - Total: 319
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 210
10 Autores mais recentes...
HILTON MARCOS DE OLIVEIRA
WAGNER PAULON
GISELE NEGRO DE LIMA
ALEXANDRE DORNELES DE BRITO PINNA
SALETI HARTMANN
ELIZABETH PEREIRA DA SILVA
ELLENDRA VALENTINE
ONIVAN BARBOSA PANTOJA
THALLES CAKAN
ADALTO FREITAS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1201669
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 226064
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 110016
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 80150
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 78895
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 43192
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 28286
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 27735
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 25620
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 23131
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 173
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

DEPRE


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

DEPRE

A alma padece,
O coração chora
O eu se esconde
Não se sabe onde.
O corpo estremece
Fica ferido
No escuro do quarto
A procura do nada.
De tão doído
Pensamentos cerram a janela do espírito.
Lágrimas não escorrem
Tudo é malfazejo,
Já foi-se o desejo
Da vida florida
Que um dia existiu.
Se foi a esperança
Nem lembrança
Ressurge no íntimo
Morto, num corpo com vida
Que constrói uma dor.
Sentimentos não existem,
Uma alma estremecida,
Chora, luta,
Pela falta da altivez da vida.
No contínuo beiral
Do coração que lamenta
E da alma que estremece,
Permanece a depressão
Vagando sempre sem direção
Estraçalhando um corpo são...

Alta Schmidt

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ALTAIR SCHMIDT DA ROCHA:
A GOTA DE ORVALHO Autor(a):
A MELANCOLIA É CINZENTA Autor(a):
A NOITE DO NOSSO AMOR Autor(a):
A POESIA Autor(a):
A ROSA E O ESPINHO Autor(a):
A VOLTA Autor(a):
A VOLTA. Autor(a):
ALGO ESTÁ DESCONTROLADO Autor(a):
AMO O AMOR Autor(a):
AMOR BARATO Autor(a):
AMOR GRAVADO Autor(a):
AMORES Autor(a):
BAILADO DO MAR Autor(a):
Brincando de felicidade Autor(a):
CASA DE VIDRO Autor(a):
CHORA CORAÇÂO Autor(a):
CHORA CORAÇÂO Autor(a):
COMENTÁRIO Autor(a):
COMENTÁRIO Autor(a):
COMO ESTÁS? Autor(a):
CORPO MORTO Autor(a):
CRÔNICA Autor(a):
DELIRANDO Autor(a):
DEPRE Autor(a):
DEU A LOUCA NO NOSSO PLANETA Autor(a):
E ASSIM RENASCIA O AMOR Autor(a):
EU ESPERO Autor(a):
FUI POR CAMINHO ERRADO Autor(a):
IDOSO Autor(a):
IMITO SER POETA. Autor(a):