IZILDINHA JOSEFA SORDI RENZO

282 -
Total Visualizações: 3162
Texto mais lido:
CATALISAÇÃO - Total: 447
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 35
10 Autores mais recentes...
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
CLEITON CARVALHO DE JESUS GONSALVES
LUIZA NASCIMENTO ABREU
MARCO PAULO VALERIANO DE BRITO
ALHOSAL
JUAN CARLOS
DARLAN BEZERRA PILAR
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 2235988
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 303585
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 199404
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 117005
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 107359
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 97390
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 70942
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 43838
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 38893
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 38730
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 209
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 1
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

AMOR ANTIGO


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Surge, em coisas iguais, e tão parecidas.
Mesmo negando, e insistimos concordar.
Liberdade, voando como as asas caídas.
Dois pássaros juntamente, cortando o ar.

O nosso vão, permanece sempre á deriva.
Mas, aguardando, pelos nossos momentos.
Plantaste em mim, tuas marcas definitivas.
Cravaste amor verdadeiro, em sentimentos.

Igual o outono,tristonho assim, prenuncia.
Chegada do frio, também noites geladas.
Forte zunindo, sensível coração balbucia.
E nossas histórias, dificilmente apagadas.

De meu coração, tu e o amor, nunca sairão.
Das tempestades, permanecerá o arco íris.
Em tardes de sol, eternamente todo o verão
Jamais permitirei, de meu coração, te retires.

És como uma joia, comumente tão antiga.
A pedra lapidada ,e contudo valor bendigo.
Permita-me silenciosamente, que eu siga.
As tuas pegadas em mim, meu amor antigo.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de IZILDINHA JOSEFA SORDI RENZO:
ABRAÇO Autor(a):
AMOR ANTIGO Autor(a):
ANCESTRAIS DECISÕES Autor(a):
CATALISAÇÃO Autor(a):
COM POUCO OU MUITO Autor(a):
IMAGENS Autor(a):
JAMAIS Autor(a):
MINHA VIDA Autor(a):
NEM CONTIGO Autor(a):
PALAVRA AMIÚDE Autor(a):
PALAVRA AMIÚDE Autor(a):
PELO AMOR Autor(a):
REVOADA Autor(a):
SAUDADE DOÍDA Autor(a):
SILÊNCIO TOTAL Autor(a):