ALEXANDRE BRUSSOLO

 -  - ALEXANDRE BRUSSOLO
Total Visualizações: 229386
Texto mais lido:
Música (T2941) - Total: 2591
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 237
10 Autores mais recentes...
RUAN VIEIRA
FERNANDO DANIEL FRANCO DE CAMARGO
MARISA BARBOSA CAJADO
FATIMA HELUANY ANTUNES NOGUEIRA NOGUEIRA
ZEKA BIGUETTI
JOSÉ CARLOS GOMES RAIMUNDA PORFÍRIO GOMES
EDSON MILTON RIBEIRO PAES
LUCONI
MÁRCIO EVANGELISTA DOS SANTOS
VIVIANE MAUBRIGADES
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1228049
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 229386
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 110148
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 83530
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 82314
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 44137
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 28858
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 28088
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 25983
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 23366
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 65
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Devastação (T2032)


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Um clarão ao longe
cegou muitas pessoas
e a alta explosão
ensurdeceu os mais tementes,
prédios que tocavam o céu
imponentes arranha-céus
vieram abaixo como pó,
uma nuvem espessa agora
encobria o céu outrora tão azul,
e o pânico tomou conta do mundo,
não perdoou nem as crianças,
o choro se estendia a qualquer canto,
os gritos agoniantes de mutilados,
sirenes por todo lado, pedidos de ajuda,
e agora todos iguais dentro da dor,
dentro do sofrimento, dentro da perda,
tudo o que temos agora são as migalhas
de um mundo devastado por nossos atos.

Alexandre Brussolo (02/06/2013)

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ALEXANDRE BRUSSOLO:
A arte de amar (T2387) Autor(a):
A cada dia (T2178) Autor(a):
A cada dia (T2631) Autor(a):
A cada manhã (T1803) Autor(a):
A cada noite (T2004) Autor(a):
A casa (T2944) Autor(a):
A Derrota (T175) Autor(a):
A dor da perda (T690) Autor(a):
A dor de um poeta (T799) Autor(a):
A Era da Incerteza (R30) Autor(a):
A Estrelinha (T443) Autor(a):
A força de Deus (T1585) Autor(a):
A Gafe (T200) Autor(a):
A história se repete (T552) Autor(a):
A Imagem de Deus (T1074) Autor(a):
A Janela (T617) Autor(a):
À luz de velas (T718) Autor(a):
À mercê (T2616) Autor(a):
À Minha Vó... (T202) Autor(a):
A outra metade (T2088) Autor(a):
A poesia de cada um (T2914) Autor(a):
A presença de Deus (T1699) Autor(a):
A Princesa (T1766) Autor(a):
A Princesa (T311) Autor(a):
À Procura do Caminho Certo (T25) Autor(a):
A saudade dói (T1747) Autor(a):
A seu lado (T2157) Autor(a):
À sua procura (T2214) Autor(a):
A tal felicidade (T2840) Autor(a):
A Taturana Ana (T238) Autor(a):