MARIA HILDA DE J. ALÃO

 -  - MARIA HILDA
Total Visualizações: 15754
Texto mais lido:
BRINCANDO COM PALAVRAS INVERTIDAS - Total: 1050
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 187
10 Autores mais recentes...
MAXIMILIANO SKOL
WILLIAN DE CAMPOS
ELIZANDRA GOMES
ERNI OLIVEIRA
LOHAYNE FERNANDA RODRIGUES PEDRO
TÂNIA REGINA BRAGA TORREÃO SÁ
JOÃO HENRIQUE DE SOUZA
SUZE MARTINS FRANCO MONTEIRO
HEITOR MENDES
HEITOR ABREU VIEIRA MENDES
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 7709391
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 1722719
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 1204123
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 938081
622 SANTO VANDINHO
SANTO VANDINHO
Total: 589889
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 291492
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 163092
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 158344
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 151541
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 133444
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 13
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
 
 

SENHORA DONA CATACRESE

Mamãe eu quero saber:
O alho tem dente, ele morde?
O fogão tem boca, ele come?
A mesa tem perna, ela anda?
Diga-me, também, sem ficar brava,
A xícara tem asa, ela voa?

Filho, isso é coisa de dona Catacrese,
A distinta figura de linguagem
Do nosso rico idioma.
Ela brinca de fazer comparação
De objetos com partes do corpo humano,

Dos bichos e das aves também.
Ela ganhou vida depois do apagamento
Da etimologia da palavra,
Fazendo-a semelhante à metáfora,
Mas desprovida de poética. Coitada!

Veja menino, em hipótese alguma,
Tente dar alfafa aos cavalos do motor
Do carro zero quilômetro
Lá na garagem do seu avô.

Não quero que me pergunte
Se tendo cabeça o prego pensa,
Nem se o coração da floresta
Bate descompassado.

Nariz de avião não sofre de resfriado,
Olho de furacão não precisa óculos,
Louco é quem se atreve
A coçar as costas da cadeira.

Não diga nunca a ninguém
Que o piano abana a cauda
Lá na sala de música
Nem que cabeleireiro
Penteia o cabelo do milho.

Se pensa que pode ganhar
Dos braços da poltrona um abraço,
Pode esquecer seu sapeca,
Nada de televisão!

Você entendeu o que eu disse?
Abra o livro e estude
Porque no peito do pé eu sinto
Um formigamento estranho
Por ficar em pé falando
De tão importante figura.

Veja lá meu garotinho,
Quando nos falta um termo específico
Para designar um conceito
Tomamos outro por empréstimo.

Mamãe, foi tão boa a nossa conversa,
Você sabe de tudo um pouco
Agora, diga-me o que tem pra comer
Porque a barriga da minha perna
Está roncando de fome. Ahahahaha!

14/10/06.
(Maria Hilda de J. Alão)

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de MARIA HILDA DE J. ALÃO:
A APOSTA Autor(a):
A BONECA ZAROLHA Autor(a):
A BRINCADEIRA DAS LETRINHAS (história) Autor(a):
A CARTA SOBRE A CAMA Autor(a):
A FESTA DO LEÃO (cordel infantil) Autor(a):
A FORMIGA E O COELHO Autor(a):
A GALINHA AMARELA Autor(a):
A GIRAFA LINGUARUDA Autor(a):
A GIRAFA LINGUARUDA (cordel) Autor(a):
A MENINA E A BONECA Autor(a):
À PROCURA DA POESIA Autor(a):
A RAPOSA VIDENTE (cordel infantil) Autor(a):
ALGUM DIA EU TE DIREI. Autor(a):
BRIGA DE GATO GRANDE (cordel infantil) Autor(a):
BRINCANDO COM A CACOFONIA Autor(a):
BRINCANDO COM O NÚMERO CINCO Autor(a):
BRINCANDO COM O NÚMERO TRÊS (poesia) Autor(a):
BRINCANDO COM PALAVRAS INVERTIDAS Autor(a):
CARNAVAL NA FLORESTA Autor(a):
CIDADE DOS PATOS (cordel infantil) Autor(a):
CONCERTO PARA UMA FORMIGA Autor(a):
CRIANÇA POETA Autor(a):
CRIANÇA POETA Autor(a):
DEIXA-ME FICAR MAIS UM POUCO Autor(a):
DOM RATÃO NA MANSÃO Autor(a):
DOM RATÃO NÃO GOSTA DE PÃO Autor(a):
DONA CORUJA SABICHONA (cordel infantil) Autor(a):
INVASÃO DA FORTALEZA Autor(a):
MARIA DA GRAÇA Autor(a):
MEU CACHORRO TOTÓ (poesia) Autor(a):
Banner aniversariantes

Aniversário Hoje

Aniversariante de Hoje IEDA MARCONDES
Aniversariante de Hoje MARIA NAZARETH BIZUTTI