MARCELO GOMES MELO

 -  - MARCELO GOMES
Total Visualizações: 44643
Texto mais lido:
A falácia do amor incondicional - Total: 520
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 2358
10 Autores mais recentes...
MAXIMILIANO SKOL
WILLIAN DE CAMPOS
ELIZANDRA GOMES
ERNI OLIVEIRA
LOHAYNE FERNANDA RODRIGUES PEDRO
TÂNIA REGINA BRAGA TORREÃO SÁ
JOÃO HENRIQUE DE SOUZA
SUZE MARTINS FRANCO MONTEIRO
HEITOR MENDES
HEITOR ABREU VIEIRA MENDES
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 7710138
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 1723455
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 1204279
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 938175
622 SANTO VANDINHO
SANTO VANDINHO
Total: 589994
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 291631
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 163097
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 158388
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 151630
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 133462
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 250
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
 
 

A pobre vida

Eu quero queimar as roupas que eu usava quando pensava assim. Como a maioria! Quero tomar um longo banho com sabonete líquido, bucha, sais de banho, xampu, e sair novo para ser julgado em frente do espelho, fazendo a barba, cortando os cabelos, mudando o que é externo para começar a me diferenciar dos iguais, porque finalmente caiu a ficha e passei a notar em mim a inutilidade dos membros de um rebanho.
Eu desejo reconstruir em minha vida uma nova maneira de pensar, partindo do zero, apagando todas as minhas memórias até aqui do jeito que se faz com um computador resetado para, como uma criança grande observar a todos os acontecimentos e tentar formar sozinho uma maneira filosófica de enxergar o mundo, e de viver à margem de uma sociedade previsível sem julgar ou ser julgado pelas decisões tomadas.
A minha nova vida precisa me encaminhar a um fim suportável, embora imagine que a solidão será a minha única companheira, principalmente porque não quero parceiros de pensamento, seguidores das minhas ideias.
A grande dificuldade se apresenta por causa da minha determinação em ser um único vivente livre de verdade, sem compartilhar absolutamente nada espiritual ou fisicamente com ninguém, me recusando a ser influenciado e vivendo apenas para não influenciar.
Será que superarei todas as dificuldades? Cegar a mim mesmo para não enxergar a nenhum outro. Ensurdecer-me para que os sons não me emocionem ou enraiveçam. Cortar a própria língua para resistir a me pronunciar jamais!
Isso seria o suficiente para ser uma nova pessoa, fincada em um mundo de coerências hipócritas em que status é o que favorece sempre, em detrimento dos menos dotados de posses e significância?
Ainda assim, todo mutilado, eu ainda estaria pensando, e pensar influencia a mim mesmo, tira a pureza dos meus sentimentos e se volta contra a determinação tácita de não aceitar influências nem de mim mesmo.
Não pensar seria a última das soluções. Para realizar isso teria que me matar. Sair dessa vida e deixar de ser um membro desse mundo incompreensível. Até perceber, frustrado, a total incapacidade de me suicidar sem a ajuda de qualquer um. A inutilidade da minha vida só não é maior do que a impossibilidade de ousar tentar ser outro ser humano e acabar por perceber como perdi tempo com vergonhosa filosofia falsa, que jamais irá existir.

Marcelo Gomes Melo

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de MARCELO GOMES MELO:
A arte de comunicar (se) Autor(a):
A arte de escrever na Era digital Autor(a):
A assimetria do amor Autor(a):
A destruição de tudo como conhecemos Autor(a):
A escola que temos e a escolaque queremos Autor(a):
A falácia do amor incondicional Autor(a):
A falta de sorte típica dos pobres Autor(a):
A forma como as aparências enganam Autor(a):
A história da minha vida Autor(a):
A horda Autor(a):
A imortal sinfonia Autor(a):
A influência psicológica para o bem e para o mal Autor(a):
A Ira Autor(a):
A Jesus Cristo nosso Senhor Autor(a):
A maneira mais eficiente de estudar Autor(a):
A minha inóspita filosofia Autor(a):
A misteriosa dubiedade do outono Autor(a):
A musa (Doído de amor) Autor(a):
A namorada - The girlfriend Autor(a):
A natureza chama, o ser humano respeita Autor(a):
A pobre vida Autor(a):
A praga Autor(a):
À procura de mim Autor(a):
A razão das dores alheias Autor(a):
A resistência de políticos e de baratas Autor(a):
Absolvição Autor(a):
Agindo contra o bullying Autor(a):
Ah, o Silva! Autor(a):
Almas perdidas, corpos abandonados Autor(a):
Amor inviolável Autor(a):