DIRCEU DETROZ

 -  - DIRCEU DETROZ
Total Visualizações: 219939
Texto mais lido:
DIA DE SORTE - Total: 707
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1958
10 Autores mais recentes...
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
CLEITON CARVALHO DE JESUS GONSALVES
LUIZA NASCIMENTO ABREU
MARCO PAULO VALERIANO DE BRITO
ALHOSAL
JUAN CARLOS
DARLAN BEZERRA PILAR
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 2448684
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 317058
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 219939
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 118108
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 114124
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 111275
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 95348
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 46194
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 40640
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 40559
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 219
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

UMA SOCIEDADE CONTAMINADA - Crônica escrita em 2016


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Pelo lado bom, a notícia é de que a sociedade vem conseguindo contaminar a política. Pelo lado ruim, é fato que na última década e meia, a política contaminou a sociedade como um vírus. Desses que se espalha, causa danos maléficos, e poucos percebem.

Sempre digo que a democracia que nos trouxe até aqui, nasceu com a “síndrome da ditadura”. Nossos legisladores que viveram naqueles anos, tinham a visão de que as leis deveriam ser amolecidas. Amoleceram demais, e a maionese desandou.

Nosso Código Penal deu origem a outro vírus ainda mais invisível. Talvez, ele nem seja invisível, apenas cause cegueira. Estou falando do vírus do crime. Claro que esse vírus existe em todos os países. Só que sua proliferação é assustadoramente maior em lugares sem punição. E somos um ótimo exemplo. Tanto na base, como no topo da pirâmide.

Não foi apenas a astúcia que organizou o crime no Brasil. A colaboração das nossas leis foi crucial nessa organização. Alguns legisladores riram do termo “crime organizado”. E foram mais longe. Chamaram os agentes que alertaram para o que estava acontecendo de “crias da ditadura”.

Sem medo nenhum das leis, o crime se organizou, se solidificou e se transformou numa indústria lucrativa. Tem a capacidade de se autofinanciar, e epidermicamente mostra um perigo maior na sua capacidade de “financiar”. Acho que ficou fácil de entender!

Armas de guerra estão entrando no Brasil, como se fossem mercadorias compradas nos nossos supermercados. E não demorará muito para o que foi chamado de “organizado”, altere seu status para “terrorismo”. Na minha opinião esse status já foi alterado. E nossos legisladores continuarão rindo.

O sentimento de que a sociedade se transformou em refém do crime não está errado. Estamos presos atrás de muros altos. De janelas e portas superprotegidas De carros blindados para quem pode. E vigiados noite e dia por câmeras de segurança.

Quem precisa sair de casa, e todos precisam, sai com a sensação de que poderá a qualquer momento, estar na hora errada no lugar errado. No Brasil, nos dias atuais esses lugares são todos.

Infelizmente o crime não contaminou a sociedade apenas com o vírus do medo. Praticá-lo tornou-se um ato banal. Hoje terminam em assassinatos as brigas de trânsito. As saídas de baladas. O fim de casos amorosos. As disputas por heranças. As brigas de torcidas. Os estupros. No Brasil, matar está muito perto de ser uma diversão.

Temo ainda mais pelo futuro das gerações que ainda são crianças. Se nada for feito, é possível que já na adolescência, entre estudar e uma arma, a escolha seja pela segunda.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de DIRCEU DETROZ:
A "IA" NÃO SERÁ UM MENINO BONITO Autor(a):
A ALMA A SINGULARIDADE E O FUTURO Autor(a):
A causa da ciência Autor(a):
A CHEGADA Autor(a):
A CIÊNCIA ACIMA DE TODOS Autor(a):
A CULPA NÃO É DOS OSSOS - Crônica escrita em 2014 Autor(a):
A década revolucionária Autor(a):
A descoberta da Terra Autor(a):
A EQUAÇÃO DA ALMA Autor(a):
A esperança e a dor Autor(a):
À ESPREITA Autor(a):
A ESTRANHA INTELIGÊNCIA Autor(a):
A garota de Sugar Beach Autor(a):
A GENÉTICA DIVINA Autor(a):
A INDUSTRIA GENÉTICA NÃO É FICÇÃO Autor(a):
A INFÂNCIA DOS LIVROS Autor(a):
A LIZZ DO DIR Autor(a):
A MAÇA DO CONHECIMENTO Autor(a):
A MENINA NA JANELA Autor(a):
A NOITE DE ONTEM Autor(a):
A NOSSA IDADE DAS TREVAS Autor(a):
A NOSSA LÍNGUA PORTUGUESA Autor(a):
A OBRA-PRIMA DO PERDÃO Autor(a):
A paciente silenciosa Autor(a):
A REALIDADE E A FICÇÃO Autor(a):
A SAGA DO SOM ESTÉREO Autor(a):
A SENHA Autor(a):
A SENHA Autor(a):
A UTOPIA CÓSMICA Autor(a):
A VAGINA DO PICASSO (Um conto nada intelectual) Autor(a):