ZILDO GALLO

 -  - ZILDO GALLO
Total Visualizações: 4920
Texto mais lido:
A LUA E O MAR - Total: 53
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 413
10 Autores mais recentes...
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
RUAN VIEIRA
FERNANDO DANIEL FRANCO DE CAMARGO
ELIAS OLIVEIRA DE JESUS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1465504
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 249469
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 124610
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 112179
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 90905
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 54637
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 33474
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 31444
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 30224
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 25875
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 21
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

PARA A GRAÚNA DO HENFIL


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

A Graúna ainda canta nos sertões
Anunciando chuvas de esperanças
Na terra das desesperanças cotidianas
Seu canto negro e belo sempre faz lembrar
Dos muitos que lutaram e já se foram
E dos muitos que ainda estão por aqui
E ainda lutam... ainda lutam...
Para que Norte e Sul sejam apenas
Referências geográficas neste mundo
De diferenças tão cardeais
A Graúna canta seu belo canto
Pelo grande mestre Henfil
Que lhe deu uma vida de papel
Com seu mágico bico de pena
Em forma de justiceira espada

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ZILDO GALLO:
(RE)(IN)VOLUÇÃO: grandes almas Autor(a):
A INCRÍVEL SAGA DO PEIXE BOTINA Autor(a):
A LUA E O MAR Autor(a):
A MENINA QUE PASSAVA Autor(a):
A POESIA (o poeta e sua sina) Autor(a):
A PROCURA DO POETA Autor(a):
AFETOS ABORTADOS Autor(a):
AFIRMAÇÃO (Smithiana mão invisível) Autor(a):
ÁGORA AGORA Autor(a):
ÁGUA PARA TODOS Autor(a):
ÁGUAS DE OUTUBRO (via crucis) Autor(a):
ALÉM DAS SOMBRAS DA CAVERNA Autor(a):
ANÉIS DE SATURNO Autor(a):
ANTAGONISMOS Autor(a):
AO MINEIRINHO POETA Autor(a):
ÁRVORE SECA Autor(a):
AS FLORES E O CANHÃO Autor(a):
As sombras que assombram a humanidade Autor(a):
ASTRONAUTA (POEMA SIDERAL) Autor(a):
AVES SUICIDAS Autor(a):
BANDEIRA VERMELHA Autor(a):
BATIZADO DOS BICHOS Autor(a):
BAÚ DEBAIXO DA PONTE Autor(a):
BEIJA-FLOR Autor(a):
BEM-TE-VI Autor(a):
BICHO PAPÃO Autor(a):
BIG BANG: (re)nascimento Autor(a):
BODE EXPIATÓRIO Autor(a):
BONECA RUSSA (Matriosca) Autor(a):
BOROCOXÔ MA NON TROPPO Autor(a):