JUAREZ VELÁSQUEZ DE MELLO CARVALHO

 -  - JUAREZ VELÁSQUEZ
Total Visualizações: 952
Texto mais lido:
Ainda agora - Total: 143
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 95
10 Autores mais recentes...
MARISA BARBOSA CAJADO
FATIMA HELUANY ANTUNES NOGUEIRA NOGUEIRA
ZEKA BIGUETTI
EDSON MILTON RIBEIRO PAES
LUCONI
MÁRCIO EVANGELISTA DOS SANTOS
VIVIANE MAUBRIGADES
REGINA SOUZA VIEIRA
HILTON MARCOS DE OLIVEIRA
WAGNER PAULON
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1226024
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 229089
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 110134
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 83128
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 82228
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 44053
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 28806
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 28045
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 25951
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 23342
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 98
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Os muros de São gonçalo - RJ.


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Vim morar em São Gonçalo, com quatro anos de idade, já se passaram cinquenta e um com a velocidade de uma estrela cadente. A cidade cresceu tanto que os terrenos vazios repletos de pés de laranja quase não existem mais. Os vizinhos foram levantando muros e separando as casas que antes se mostravam a qualquer visitante. O progresso trouxe tanta gente de outros lugares, mas nem todos, com boas intenções no coração.
Sempre reparei nos cacos de vidro e arames farpados encimando nos muros. Que triste espetáculo! Para terem segurança, as pessoas fazem verdadeiras armadilhas em seus muros, guardando assim seus pequenos castelos. Sem perceberem estão se enjaulado como em um zoológico. Corta-me o coração ver tais cenas. Lembro que visitando meu colega de faculdade, Rubem Mauro, em Miracema-RJ, na cidade as casas ficavam com as portas abertas. Mas já faz uns trinta anos, hoje não sei como está à bela Miracema, e não vi mais meu colega desde então. Ontem fiquei triste, vindo do Colubandê no ônibus dez, ao passar por uma das ruas principais do Alcântara, vi em uma das igrejas, entre as várias que existem na rua, seus muros coroados de cercas elétricas. E pensei, que triste, parece que seus dirigentes não têm mais fé no homem ou será que não tem fé na proteção divina? É triste saber que hoje em dia existam pessoas capazes de assaltar a casa de Deus. E que, seus filhos, precisem erguer proteção contra os próprios irmãos que não respeitam a morada divina.
Ao saltar perto da Getec, uma indústria existente no bairro Trindade, vi uma casa com seus muros cobertos ramos e folhas de maracujás. Um muro verdejante, exuberante nos cipós e nas folhagens. Apesar de quase totalmente coberto, percebe-se, que estão desabrochando as flores. Imaginem as flores dos maracujás, tão singulares, diferentes da maioria das outras flores. Logo surgirão os maracujás, e enfeitarão os muros, primeiro pequenos, depois irão crescendo, passando do verde esmeralda, para o amarelo dos topázios imperiais, ai sim estará pronto para serem consumidos. Fico pensando nas crianças, ao verem as frutas, penduradas no muro. Será que o vizinho deixará que as pessoas também saboreiem seus frutos? E o perfume que o maracujá exala, é tão gostoso, que hoje em dia existem perfumes e sabonetes de maracujá. Que bom ver que ainda existem pessoas que não armam seus muros, que ainda deixam os maracujás, para as crianças e para os passarinhos. Que bom que ainda existem frutas nos muros de São Gonçalo-RJ.

Autor: Juarez Velásquez
18/11/2018.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de JUAREZ VELÁSQUEZ DE MELLO CARVALHO:
A esperança Autor(a):
A Poesia Autor(a):
Ainda agora Autor(a):
Balas Perdidas Autor(a):
Dona Democracia Autor(a):
Juízes Autor(a):
Medalha Fields Autor(a):
Os Marimbondos de São Gonçalo Autor(a):
Os muros de São gonçalo - RJ. Autor(a):
Pindorama Autor(a):
Quinta da Boa Vista Autor(a):