ELIO MOREIRA

 -  - ELIO MOREIRA
Total Visualizações: 403264
Texto mais lido:
CUIDE DO QUE É SEU - Total: 1410
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 3288
10 Autores mais recentes...
SUELEN LUIZ DE OLIVEIRA
EDENICE SANTOS DA SILVA
LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA
DIONILDO DANTAS
VALMIR APARECIDO SAMBO
WALLACE MARINS
DEIVID
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 3552225
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 443708
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 419345
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 403264
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 220378
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 140288
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 127273
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 64879
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 55820
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 55010
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 1285
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

A MORTE DA LAGOA - Lagoa do Violão Torres - RS


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

A MORTE DA LAGOA
Lagoa Violão – Torres – RS

Lagoa do Violão, localizada
no centro de Torres, área nobre deste paraíso,
uma bela vista para moradores e visitantes
é um dos preferidos cartões postais da cidade,
mas que infelizmente agoniza em morte lenta
pelo descaso das autoridades a quem compete preservá-la
e aqui neste caso autoridades relapsas e incompetentes,
elas que deveriam resguardá-la a deixam abandonada
e suas águas apodrecidas já se encontra esverdeadas,
peixes a tempos morreram asfixiados pelo esgoto
que para ela são direcionados, autoridades que se elegem
e pensam que basta a grama em roda mandar cortar
ou colocar mais um poste de luz para suas margens iluminar.

Isto se chama enganar o bobo, pois todos os dias
um empregado da prefeitura, de macacão e bem equipado
rodeia suas margens com uma máquina roçadeira em punho,
este até faz o devido trabalho que é manter a grama alinhada,
mas este cuidar parece aqueles colírios para os olhos
de quem foi operado de catarata, apenas para refrescar.

Basta olhar para a água para se certificar,
apodrecida, o mau cheiro não dá para aquentar,
a fauna já não existe, a não ser alguns biguás
que por serem fortes persistem em ali ficar,
mas que estão tiscos a morrer de fome
pois não existe sequer um lambari
para que eles possam se alimentar.

Eu vejo, por vezes, um senhor bem aprumado,
com uma prancheta e papéis na mão
que fica uns minutos suas águas a observar,
penso ser algum técnico do meio ambiente
que por ali está a zanzar, verificando a realidade
e fazendo anotações para a morte da Lagoa evitar.

Vã ilusão, não sei se é a mando de alguém,
mas na verdade os passantes está a enrolar
e ali na sombra cumpre horário de trabalho
simplesmente deixando o tempo passar,
mas para as pessoas que passam
a primeira impressão é que ele de fato
com a Lagoa está a se preocupar.

Eu todos os dias em suas margens estou a caminhar
e como há tempos tornei-me um escritor,
busco em suas belezas me inspirar,
mas eu parei, isto já não acontece,
o mau cheiro, lixo, o esgoto escorre
em um constante, dia e noite
misturando-se as águas que,
estão apodrecidas, de um podre esverdeado,
uma espuma branca e fedorenta se aglomera
nas beiras da margem empestando a paisagem,
espuma que é formada pelo sabão e detergentes,
pela introdução de todo tipo de produtos químicos.

Peixes que haviam de todos os tamanhos
já não existem, peixes que eu ficava sentado
por horas observando suas reviravoltas a flor da água,
e já faz tempo não consigo nenhum avistar, tartarugas,
se desesperam, se amontoam sem encontrar alimento
e os biguás que ali ainda insistem em permanecer,
nadam o dia inteiro de ponta a ponta em um mergulhar,
os peixes pequenos que eram o seu sustento
pereceram envenenados e os coitados esfomeados
persistentemente por eles vivem a procurar,
mas infelizmente estão também morrendo,
eu vi vários boiando em estado de putrefação,
coisa que ajuda a água da Lagoa a contaminar.

Os governantes de Torres
precisam depressa se alertarem
Para este belo cartão postal salvar.

07 – 12 - 2013
Elio MoReira -_ Torres - RS opb - Brasil

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ELIO MOREIRA:
- O OTIMISMA Autor(a):
08 Março = DIA INTERNACIONAL DA MULHER Autor(a):
25 de Maio de 2018 às 16:11 • Autor(a):
= SER OU NÃO SER = Autor(a):
A ARTE DE VIVER Autor(a):
A ASSOMBRAÇÃO DO GAÚCHO. Autor(a):
A BELEZA DOS DIAS. Autor(a):
A BÊNÇÃO DE UM QUERER Autor(a):
A CANÇÃO DO AMOR Autor(a):
A Capital Brasileira do Balonismo. Autor(a):
A CHAVE DA FELICIDADE Autor(a):
A CRÍTICA FAZ BEM. Autor(a):
A ESSÊNCIA DA FLOR Autor(a):
A F L I Ç Ã O Autor(a):
A FAVOR DA LEI Autor(a):
A FILHA DA DOR. = LAGOA DO VIOLÃO = Torres RS Autor(a):
A FONTE DA JUVENTUDE Autor(a):
A FORÇA DO MAR Autor(a):
A GENTE ESQUECE Autor(a):
A GRAMA DO VIZINHO Autor(a):
A HORA DE DESISTIR Autor(a):
A HORA É AGORA Autor(a):
A LUZ DE UM VIVER. Autor(a):
A M A D A Autor(a):
A M I G O S Autor(a):
A MAGIA DA VIDA Autor(a):
A MAGIA ESTRELAR Autor(a):
A MENTE CRITICA O CORAÇÃO. Autor(a):
A MINHA FELICIDADE. Autor(a):
A MORTE DA LAGOA - Lagoa do Violão Torres - RS Autor(a):