ZILDO GALLO

 -  - ZILDO GALLO
Total Visualizações: 28537
Texto mais lido:
BEIJA-FLOR - Total: 392
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1093
10 Autores mais recentes...
MÁRCIO EVANGELISTA DOS SANTOS
VIVIANE MAUBRIGADES
REGINA SOUZA VIEIRA
HILTON MARCOS DE OLIVEIRA
WAGNER PAULON
GISELE NEGRO DE LIMA
ALEXANDRE DORNELES DE BRITO PINNA
SALETI HARTMANN
ELIZABETH PEREIRA DA SILVA
ELLENDRA VALENTINE
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1215274
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 227640
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 110072
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 81427
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 81150
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 43595
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 28537
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 27902
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 25782
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 23231
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 80
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

RESENHA: Aimó, o caso da menina sem nome


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

De repente, uma menina encontra-se sozinha num mundo desconhecido, onde não conhece ninguém e ninguém sabe quem ela é. Isso acontece com uma garota nascida na África e levada ao Brasil como escrava. Subitamente ela acorda num lugar estranho onde moram os orixás e os espíritos dos mortos que esperam a hora de seu renascimento. Ela não lembra o próprio nome nem se lembra de sua família. Por isso ela ganha o nome Aimó, “a menina que ninguém sabe quem é”. Tudo o que ela quer é voltar ao seu mundo de origem, mas para que isso seja possível, ela partirá numa longa jornada pelos tempos mitológicos, guiada por Exu e Ifá, e, com isso, acompanhará de perto muitas aventuras vividas pelas divindades africanas. Dessa forma ela reunirá o conhecimento necessário para fazer uma escolha que lhe permitirá partir para uma nova reencarnação.

Este é o enredo de Aimó: uma viagem pelo mundo dos orixás, de Reginaldo Prandi, onde o autor conduz o leitor a uma agradável introdução sobre a rica cultura dos orixás, repleta de mitos que mostram as virtudes e os vícios presentes nas divindades africanas que espelham os vícios e virtudes de todos nós seres humanos.

Exu e Ifá, filhos de Olorum, senhor supremo do mundo dos orixás, são escalados pelo pai para guiar a menina para que ela escolha uma das aiabás (orixás femininos) que a aceite como mãe adotiva, condição necessária ao seu desejado retorno ao mundo dos vivos. Assim, o belo livro Aimó conta histórias ancestrais, muito antigas, trazidas da África pelos escravos e preservadas no Brasil pela nossa riquíssima tradição oral.

Trata-se de uma obra de fácil leitura e, eu diria, indispensável para aqueles que desejam iniciar-se na compreensão desse universo mágico das religiões originárias do continente africano. É uma obra importante para o momento histórico vivido pelo Brasil, em que grassam muitas formas de preconceitos em relação à cultura dos brasileiros afrodescendentes. O livro de Reginaldo Prandi vem para afirmar a importância de se criar no país uma união na diversidade, com respeito às diferenças; a imensa diversidade cultural é que torna a cultura nacional bela e rica.

PRANDI, Reginaldo. Aimó: uma viagem pelo mundo dos orixás. São Paulo: Seguinte, 2017.

REGINALDO PRANDI, paulista de Potirendaba, é professor de sociologia na USP e autor de mais de trinta livros de sociologia, mitologia, literatura infantil e outras obras de ficção. Recebeu da SBPC, do MinC e do CNPQ o prêmio Érico Vannucci Mendes por seu trabalho de preservação da memória cultural do Brasil.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ZILDO GALLO:
(RE)(IN)VOLUÇÃO: grandes almas Autor(a):
A árvore de beija-flores, o sabiá distraído, o gavião certeiro e o gambá do meu condomínio Autor(a):
A conversão de São Francisco: uma loucura divina Autor(a):
A empresa do futuro e a produção de valores sustentáveis: ou vai ou racha! Autor(a):
A FOME E O PAPEL Autor(a):
A guerra pela água: Grande São Paulo versus Região de Campinas (2015) Autor(a):
A HORA DA AVE MARIA Autor(a):
A HUMANIDADE ASSOMBRADA Autor(a):
A INCRÍVEL SAGA DO PEIXE BOTINA Autor(a):
A LUA E O MAR Autor(a):
A mamadeira de manga e o coquinho da macaúba Autor(a):
A MENINA QUE PASSAVA Autor(a):
A moralidade do mercado ou para quem o crime compensa Autor(a):
A origem mítica do nome da cidade de Atenas (Grécia): um tributo à agricultura Autor(a):
A OUTRA GUERRA Autor(a):
A POESIA (o poeta e sua sina) Autor(a):
A POESIA (o poeta e sua sina) Autor(a):
A PROCURA DO POETA Autor(a):
A riqueza e a diversidade: uma discussão sobre o valor das floresta na economia de mercado Autor(a):
A sonda New Horizons, o rebaixamento de Plutão, o rapto de Perséfone e o Tarô Mitológico Autor(a):
AFETOS ABORTADOS Autor(a):
AFIRMAÇÃO (Smithiana mão invisível) Autor(a):
ÁGUA PARA TODOS Autor(a):
ÁGUA: UM POEMA À CONSCIÊNCIA Autor(a):
ÁGUAS DE OUTUBRO (via crucis) Autor(a):
ALÉM DAS SOMBRAS DA CAVERNA Autor(a):
ANÉIS DE SATURNO Autor(a):
ANTAGONISMOS Autor(a):
AO MINEIRINHO POETA Autor(a):
ÁRVORE SECA Autor(a):