THALYA SANTOS

 -  - THALYA SANTOS
Total Visualizações: 106919
Texto mais lido:
AMANHECER NA QUERÊNCIA - Total: 629
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1274
10 Autores mais recentes...
IVONE DETTMANN GONCALVES
HERBERTEEN SANTOS
DALILA DO NASCIMENTO DOS SANTOS
CLEITON CARVALHO DE JESUS GONSALVES
LUIZA NASCIMENTO ABREU
MARCO PAULO VALERIANO DE BRITO
ALHOSAL
JUAN CARLOS
DARLAN BEZERRA PILAR
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 2211094
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 301377
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 196562
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 116714
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 106919
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 95393
657 ELIO MOREIRA
ELIO MOREIRA
Total: 68171
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 43519
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 38649
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 38423
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 331
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

A CADEIRA DA VOVÓ


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

A cadeira da vovó
Esquecida, empoeirada e só.

A cadeira da vovó
A cadeira de balanço
Perdeu o encanto
Ficou só...
Jogada em um canto.

As vezes ela balança
Com o vento, ou o pensamento?
De um neto com saudades
Das histórias que vovó inventava
Dos poemas que criava.

Agora...
A vovó foi embora
Vovó estava cansada
Cansada...
Da longa jornada.

A Deus pediu clemência
Partiu para outra existência
Talvez atrás de um sonho
Aqueles tão sonhados
Que nunca foram realizados.

A vovó amava as estrelas
Queria uma pegar!
Ficava...Quieta meio triste
Fitando as estrelas...
As estrelas e o luar!

Chamavam a vovó de louca
Mas...
Mas ela sempre dizia
Louco era o mundo
O mundo em que vivia.

A vovó falava...
De um jeito alegre!
Alegre de alegrar...
Na tumba que eu repousar
Eu quero uma estrela para enfeitar!
Igual as estrelas
Que no céu...
No céu vivem a brilhar.

Há...A cadeira da vovó
A cadeira de balanço
Num canto empoeirada
Só...
Só porque a vovó estava cansada.







Publicado no site: em 15/09/2009

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de THALYA SANTOS:
A ALMA Autor(a):
A CADEIRA DA VOVÓ Autor(a):
A CHUVA NÃO PARA Autor(a):
A CIDADE DORME Autor(a):
A CIDADE MAIS ANTIGA DO RIO GRANDE DO SUL ( CURIOSIDADES ) Autor(a):
A DANÇA DA CANETA Autor(a):
A DESGRAÇADA DA ESTELA Autor(a):
A DIFERENÇA DE LADRÃO DE GALINHA E DE ROUBAR O PAÍS Autor(a):
A DOR QUE SUFOCO EM MEU PEITO Autor(a):
A ESCADA Autor(a):
A ESCOLA DA VIDA Autor(a):
A FORÇA DA AMIZADE Autor(a):
A HERANÇA Autor(a):
A HISTÓRIA DA VELHA Autor(a):
A HISTÓRIA DO PIÁ Autor(a):
A IMPORTÂNCIA DO QUASE Autor(a):
A LUA FOI DORMIR Autor(a):
A MADRUGADA Autor(a):
A MAGIA DA NOITE Autor(a):
A MENINA E HISTÓRIA Autor(a):
A MINHA AMIGA AMARILLIS Autor(a):
A MORTE Autor(a):
A MORTE NÃO INTERROMPE A VIDA Autor(a):
A PALHAÇA Autor(a):
A PERERECA GELADA Autor(a):
A POESIA DO NADA Autor(a):
A POESIA ME ABRAÇA Autor(a):
A POESIA ME ABRAÇA Autor(a):
A PORTA TRANCADA Autor(a):
A RUA Autor(a):