DIRCEU DETROZ

 -  - DIRCEU DETROZ
Total Visualizações: 125738
Texto mais lido:
BAILARINA - Total: 532
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1639
10 Autores mais recentes...
JOSÉ ROBERTO DA SILVA
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
RUAN VIEIRA
FERNANDO DANIEL FRANCO DE CAMARGO
ELIAS OLIVEIRA DE JESUS
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1490708
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 251701
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 125738
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 112314
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 91556
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 55724
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 33861
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 31678
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 30590
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 26117
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 214
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

O PARAÍSO DA VIOLÊNCIA


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Se o cotidiano do Brasil não soasse de muitas formas trágico, poderíamos gargalhar gostosamente de uma reportagem estampada no “Wall Street Journal”. Dizia: “Os brasileiros estão fugindo do paraíso, para irem viver em outros países”. Que os brasileiros estão fugindo é fato. Quanto a ser do paraíso...Uma grande piada.

O Brasil tornou-se especialista em bater recordes relacionados a coisas ruins. Aconteceu mais um recorde. O “Fórum Brasileiro de Segurança Pública” divulgou dados das mortes violentas intencionais como homicídios e latrocínios de 2017.

Apesar de assustadores, esses números erradamente serão absorvidos pela sociedade, e infelizmente logo esquecidos. Achamos tudo normal. Nada precisa ser feito para mudar. Afinal, as reportagens vindas do Primeiro Mundo devem ser verdadeiras. São tantas sobre um “cara” chamado Lula. No “paraíso” não se mexe.

Foram 63.880 vítimas de mortes violentas em 2017. Na média 175 por dia, e 7 por hora. Claro que a letalidade policial não foi deixada de lado. Cresceu 20%. Num país cada vez mais violento, esperar que a letalidade policial deixe de aumentar é pura utopia. Para piorar, muitos brasileiros adoram utopias de que nem polícia armada precisamos.

Agora já se admite abertamente, vivemos uma guerra entre facções criminosas na busca por territórios e dinheiro. Talvez, e não demore muito, estaremos também admitindo abertamente que essa guerra tem outros objetivos. A busca por poder dentro dos poderes da nação.

Não estamos deixando apenas as mortes violentas se incorporar ao nosso cotidiano como meras banalidades. Uma outra guerra silenciosa e covarde já se incorporou. Trata-se da violência doméstica contra as mulheres. E geralmente o script do capítulo final acaba em homicídio.

O mesmo “Fórum Brasileiro de Segurança Pública” mostra como o Brasil tem se tornado violento para as mulheres. Os números escancaram que o machismo se expandiu em todas as classes sociais. Cada vez mais, a mulher é vista como um objeto do qual alguém se julga no direito de tomar posse. Um troféu.

Por dia em 2017 mais de 600 mulheres sofreram algum tipo de violência doméstica com lesão corporal dolosa. Foram 60.018 estupros e 4.539 homicídios. É bom lembrar que as estatísticas sempre mentem para baixo. O medo de denunciar, ou a esperança de que o sentimento de posse possa ser “amor novamente” são parte do cotidiano das mulheres.

Não há dúvidas, o Brasil é um paraíso. Um paraíso para a violência. Nele os criminosos comem maças e se lambuzam à vontade. Sabem que não serão expulsos. Nele as mulheres são obrigadas a se humilhar e morrer para o deleite dos seus agressores.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de DIRCEU DETROZ:
A "IA" NÃO SERÁ UM MENINO BONITO Autor(a):
A ALMA A SINGULARIDADE E O FUTURO Autor(a):
A CHEGADA Autor(a):
A CULPA NÃO É DOS OSSOS - Crônica escrita em 2014 Autor(a):
A EQUAÇÃO DA ALMA Autor(a):
À ESPREITA Autor(a):
A GENÉTICA DIVINA Autor(a):
A INDUSTRIA GENÉTICA NÃO É FICÇÃO Autor(a):
A INFÂNCIA DOS LIVROS Autor(a):
A LIZZ DO DIR Autor(a):
A MAÇA DO CONHECIMENTO Autor(a):
A MENINA NA JANELA Autor(a):
A NOITE DE ONTEM Autor(a):
A NOSSA IDADE DAS TREVAS Autor(a):
A NOSSA LÍNGUA PORTUGUESA Autor(a):
A OBRA-PRIMA DO PERDÃO Autor(a):
A REALIDADE E A FICÇÃO Autor(a):
A SAGA DO SOM ESTÉREO Autor(a):
A SENHA Autor(a):
A SENHA Autor(a):
A UTOPIA CÓSMICA Autor(a):
A VAGINA DO PICASSO (Um conto nada intelectual) Autor(a):
A VARIÁVEL ESQUECIDA Autor(a):
A VARIÁVEL HUMANA Autor(a):
A VEZ DAS CIGARRAS Autor(a):
A VEZ DAS CIGARRAS Autor(a):
A VIDA PREGA PEÇAS Autor(a):
A VISITA Autor(a):
A VISITA DO APOPHIS Autor(a):
AÇÃO Autor(a):