THALYA SANTOS

 -  - THALYA SANTOS
Total Visualizações: 82193
Texto mais lido:
AMANHECER NA QUERÊNCIA - Total: 588
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 1194
10 Autores mais recentes...
ZEKA BIGUETTI
EDSON MILTON RIBEIRO PAES
LUCONI
MÁRCIO EVANGELISTA DOS SANTOS
VIVIANE MAUBRIGADES
REGINA SOUZA VIEIRA
HILTON MARCOS DE OLIVEIRA
WAGNER PAULON
GISELE NEGRO DE LIMA
ALEXANDRE DORNELES DE BRITO PINNA
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1225175
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 228964
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 110129
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 83100
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 82193
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 44001
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 28780
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 28027
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 25934
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 23329
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 152
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

SEMPRE HAVERÁ ESPERANÇA


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Sempre haverá esperança
Por pior que seja o momento
Bem dentro de nós
Ela esta
Ela existe, ela não cansa.
Sempre existirá esperança.
Mesmo que o tombo seja grande
E o desânimo de nós se apodera
Haverá uma voz que grita
Como uma ponta de lança
Sempre haverá esperança!
Até quando a morte fica a rondar
Feia, repugnante
Querendo nos levar
As forças já estão a faltar
Então vem uma melodia
Uma criança que canta
Sempre haverá esperança!
Quando vem o vendaval
Chuva raios temporal
Levando quase tudo sem pedir licença
Muitas vezes já estamos sem chão
Vem à luz do sol
O canto do rouxinol
Até o zebu brabo se amansa
E vem aquela voz
Sempre haverá esperança!

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de THALYA SANTOS:
A ALMA Autor(a):
A CADEIRA DA VOVÓ Autor(a):
A CHUVA NÃO PARA Autor(a):
A CIDADE DORME Autor(a):
A CIDADE MAIS ANTIGA DO RIO GRANDE DO SUL ( CURIOSIDADES ) Autor(a):
A DANÇA DA CANETA Autor(a):
A DESGRAÇADA DA ESTELA Autor(a):
A DIFERENÇA DE LADRÃO DE GALINHA E DE ROUBAR O PAÍS Autor(a):
A DOR QUE SUFOCO EM MEU PEITO Autor(a):
A ESCADA Autor(a):
A ESCOLA DA VIDA Autor(a):
A FORÇA DA AMIZADE Autor(a):
A HERANÇA Autor(a):
A HISTÓRIA DA VELHA Autor(a):
A HISTÓRIA DO PIÁ Autor(a):
A IMPORTÂNCIA DO QUASE Autor(a):
A LUA FOI DORMIR Autor(a):
A MADRUGADA Autor(a):
A MAGIA DA NOITE Autor(a):
A MENINA E HISTÓRIA Autor(a):
A MINHA AMIGA AMARILLIS Autor(a):
A MORTE Autor(a):
A MORTE NÃO INTERROMPE A VIDA Autor(a):
A PALHAÇA Autor(a):
A PERERECA GELADA Autor(a):
A POESIA DO NADA Autor(a):
A POESIA ME ABRAÇA Autor(a):
A POESIA ME ABRAÇA Autor(a):
A PORTA TRANCADA Autor(a):
A RUA Autor(a):