ALEXANDRE BRUSSOLO

 -  - ALEXANDRE BRUSSOLO
Total Visualizações: 239518
Texto mais lido:
Música (T2941) - Total: 2606
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 242
10 Autores mais recentes...
VALDINEI DA SILVA CAMPOS
MILTON JORGE DA SILVA
CELSO GABRIEL DE TOLEDO E SILVA
MARIA DE SOUZA CEZAR
EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
JOSE JOÃO BOSCO PEREIRA
RUAN VIEIRA
FERNANDO DANIEL FRANCO DE CAMARGO
ELIAS OLIVEIRA DE JESUS
MARISA BARBOSA CAJADO
10 Autores mais lidos...
613 SEDNAN MOURA
SEDNAN MOURA
Total: 1329349
285 ALEXANDRE BRUSSOLO
ALEXANDRE BRUSSOLO
Total: 239518
272 PEDRO VONO
PEDRO VONO
Total: 111010
190 DIRCEU DETROZ
DIRCEU DETROZ
Total: 107156
1121 THALYA SANTOS
THALYA SANTOS
Total: 86445
622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO
Total: 48347
218 ZILDO GALLO
ZILDO GALLO
Total: 31033
496 ALBERTO DOS ANJOS COSTA
ALBERTO DOS ANJOS COSTA
Total: 29456
189 LADISLAU FLORIANO
LADISLAU FLORIANO
Total: 28139
385 ANDRADE JORGE
ANDRADE JORGE
Total: 24448
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 61
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

As Palavras e o Poeta (T209)


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

As palavras para o poeta
é como a brisa que sopra
em um oceano manso
na calmaria que sente
este sopro de vida,
elas são a alma do poeta,
num vacilo e elas podem,
podem ferir como uma faca,
podem magoar e entristecer,
mas não é o que o poeta quer,
ele quer nas palavras viajar
levar o amor ao entendimento,
fazer dela uma inspiração
e não um vacilo que machuca,
ele quer do ódio passar ao amor,
da tristeza à alegria,
da ofensa ao perdão,
que as palavras sejam armas
de inspiração de amor e vida.


Alexandre Brussolo (02/04/2009)



 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ALEXANDRE BRUSSOLO:
A arte de amar (T2387) Autor(a):
A cada dia (T2178) Autor(a):
A cada dia (T2631) Autor(a):
A cada manhã (T1803) Autor(a):
A cada noite (T2004) Autor(a):
A casa (T2944) Autor(a):
A Derrota (T175) Autor(a):
A dor da perda (T690) Autor(a):
A dor de um poeta (T799) Autor(a):
A Era da Incerteza (R30) Autor(a):
A Estrelinha (T443) Autor(a):
A força de Deus (T1585) Autor(a):
A Gafe (T200) Autor(a):
A história se repete (T552) Autor(a):
A Imagem de Deus (T1074) Autor(a):
A Janela (T617) Autor(a):
À luz de velas (T718) Autor(a):
À mercê (T2616) Autor(a):
À Minha Vó... (T202) Autor(a):
A outra metade (T2088) Autor(a):
A poesia de cada um (T2914) Autor(a):
A presença de Deus (T1699) Autor(a):
A Princesa (T1766) Autor(a):
A Princesa (T311) Autor(a):
À Procura do Caminho Certo (T25) Autor(a):
A saudade dói (T1747) Autor(a):
A seu lado (T2157) Autor(a):
À sua procura (T2214) Autor(a):
A tal felicidade (T2840) Autor(a):
A Taturana Ana (T238) Autor(a):