Total Visualizações: 101
Texto mais lido:
OLAVO DE ORVALHO - Total: 101

Meus amigos...
Efuturo: Banner inicial para personalizar. 2742 Todos os textos de: EVERALDO JOSÉ CAVALHEIRO PAVÃO
Busca Geral:
     
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!

 
Imprimir Texto
Total Votos: 0
Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

OLAVO DE ORVALHO


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Nas ruas, ouço ecos da existência dos gados do mestre Ramalho
Sossegados com a equação tempo de vida tempo de trabalho
Nos jornais, leio profecias vencidas do astrólogo Olavo de Carvalho
Rugindo nas redes que a discordância é coisa de acéfalo e paspalho
Nas escolas, vejo loucos atirando ódio com suas armas e chocalhos
Escondendo seus brinquedos junto com seus medos em assoalhos

No parlamento, assisto ‘nobres honrados’ jogando placidamente
Velhas cartas marcadas de um amarelado e decadente baralho
Da cela, acrobatas do Circo Planalto são assistidos por espantalhos 
Na  milenar arte de se equilibrar habilmente de galho em galho
Iludindo o povo, enquanto remendam mais uma bolsa agasalho
Com suas demagogias que misturam caviar com colcha de retalhos

Na favela, o tráfico arrebanha mais um raquítico e ingênuo pirralho
Que à noite fica reticente a olhar a lua dentro de cada gota de orvalho
E descrente, vê o reflexo de sua vida crua passar velozmente no atalho
Sem a menor esperança de promoção da criança para bandido grisalho.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login.
Total de visualização: 101
[ 1 ] Texto
Votos Poesia Leitura Publicação
0 OLAVO DE ORVALHO 101 27/03/2019