Total Visualizações: 39040
Texto mais lido:
ÍRIS - Total: 1352

Amigos Recentes

482 MARCOS DONIZETI DOS SANTOS1121 THALYA SANTOS622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO613 SEDNAN MOURA477 ADEMYR BORTOT587 RODRIGO GIOVANI BORCHARDT438 LUIZ VICENTE MACIEIRA COSTA385 ANDRADE JORGE
Meus amigos...
Foto de Capa Efuturo WILLIAM PEREIRA 375
Todos os textos de: WILLIAM PEREIRA DE MENDONÇA
Busca Geral:
     
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!

 
Imprimir Texto
Total Votos: 0
Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

QUE TUDO PASSE


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Letra e música: William Mendonça

Aprende o tempo
e desapega o rumo,
porque caminho não é destino
e essa vida não é nada
sem se deixar que ela passe,
sem permitir que tudo acabe.

Aprende o mapa
mas desapega o cais,
porque não há vento com amarras
e essa vida não é nada
sem se deixar que ela acabe
sem permitir que tudo passe.

Sou só alguém que partiu
sem nunca ter se lançado,
alguém que chegou no início
do que devia estar acabado,
alguém que plantou na distância
presente, futuro e passado.

Aprende o verso
mas desapega a forma,
porque o poema está nos olhos
e essa vida não é nada
sem se deixar que ela perca,
sem permitir que outro vença.

Aprende o corpo
e desapega a alma,
porque a força vem do que somos
e essa vida não é nada
sem se deixar que ela vença
sem permitir que tudo se perca.

Sou só alguém que partiu
sem nunca ser alcançado,
alguém que chegou no início
mas o tempo estava esgotado,
alguém que deixou noutra vida.
futuro, presente e passado.

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login.
Total de visualização: 243
[ 30 ] Texto
Votos Poesia Leitura Publicação
8 ÍRIS 1352 04/08/2016
3 CERTEZAS 280 12/08/2014
3 AGRADECIMENTO 377 12/08/2014
0 INTOLERÂNCIA 287 12/08/2014
0 CHICO MENDES: um herói e seu tempo 276 19/12/2013
0 QUE TUDO PASSE 243 30/09/2013
2 AONDE VAI O POVO? (Conversa com o Brasil) 362 30/09/2013
1 HORTELÃ 228 30/09/2013
3 PERPLEXIDADE 271 14/05/2013
2 Cena inicial de O CANGACEIRO NA INTERNET 263 30/04/2013
0 DARIO FO - Ressuscitando a commedia dell´arte 206 12/04/2013
0 OUTROS HAICAIS DE 194 07/03/2013
0 ECOS DE HUGO CHÁVEZ 192 07/03/2013
1 APARTHEID BANCÁRIO 354 01/03/2013
2 A RENÚNCIA DO PAPA 343 15/02/2013
0 LIXO E DESPERDÍCIO 192 08/02/2013
1 URBANISMO DE MÃO DUPLA 189 31/01/2013
0 TRAGÉDIAS DEMAIS 216 28/01/2013
1 PARABÉNS, JOÃO CAETANO! 217 25/01/2013
1 INTOLERÂNCIA ZERO 176 21/01/2013
0 CONSUMO CONSCIENTE 185 18/01/2013
1 VIVER EM SOCIEDADE 212 16/01/2013
1 O ALERTA DAS CHUVAS 193 11/01/2013
1 OPORTUNIDADE HISTÓRICA 202 11/01/2013
0 DESEJO 216 23/11/2012
1 SARGAÇOS DE TUDO 204 25/09/2012
0 ORAÇÃO DO POVO BRASILEIRO 212 27/07/2012
2 RECORDAÇÕES DE UM FÃ/JORNALISTA 215 13/07/2012
0 POEMA SEM RECADOS 188 05/06/2012
2 FUNDAMENTALISMO E DEMOCRACIA 213 21/02/2013