Total Visualizações: 3560
Texto mais lido:
INVASÃO DA FORTALEZA - Total: 298

Amigos Recentes

324 PAULO FONTENELLE DE ARAUJO1121 THALYA SANTOS622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO620 EDIMARCIO MUNIZ PEREIRA613 SEDNAN MOURA567 ACIR CAIANA587 RODRIGO GIOVANI BORCHARDT393 EMANUELA RUFINO
Meus amigos...
Efuturo: Banner inicial para personalizar. 492 Todos os textos de: MARIA HILDA DE J. ALÃO
Busca Geral:
     
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!

 
Imprimir Texto
Total Votos: 0
Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

BRIGA DE GATO GRANDE (cordel infantil)


*** Faça o seu Login e envie esse texto por email ***

Vou contar pra vocês
A história de “era uma vez”
Uma briga que aconteceu
Entre três gatos grandes,
Zunga, Zambeu e Zaqueu.

Amigos eram os três
Até ganharem do dono
Cada um uma sardinha
Aberta e sem espinha.
Zaqueu invejoso que era

Achou maior que a dele
A sardinha do amigo Zunga,
E fazendo estardalhaço
Quis tirar do outro o petisco
Com suas unhas de aço.

Zambeu entrou na confusão
Dizendo: vou comer sozinho
Estes peixes fresquinhos
E não há enfezadinho
Que possa me impedir.

Num canto, afastadinho,
Estava sentado um gatinho,
Filhote mimoso de Zaqueu
Que a tudo assustado assistia,
E para aquilo solução não via.

A disputa entre os gatos piorou.
Do bate boca os três partiram
Para patadas e unhadas
Com pelos arrancados voando
E fortes miados no ar ressoando.

Enquanto a confusão rolava
Entendeu o mimoso gatinho
Ser as sardinhas o motivo
Daquela disputa sem freio
E ele acha muito feio

Três adultos que deviam ser
Para os mais novos exemplo,
Rolando pelo chão aos berros
Deixando de lado a amizade
Por causa de um simples peixe.

O gatinho, como toda criança,
Encontrou rápido a solução
Para acabar com a confusão:
Era só fazer desaparecer
O objeto da desunião.

Chamou seus dois amiguinhos,
Filhos de Zunga e Zambeu
E outra coisa não deu:
Cada um pegou uma sardinha
E, longe dos briguentos,

Comeram sem apoquentação
Os peixes da imensa discórdia.
Uma pausa na desarmonização,
Viu e gritou o gato Zaqueu:
Gente, o peixe desapareceu!

Foi então que perceberam
Os filhotes, seus encantos,
Lambendo todos as patinhas
E entenderam que as sardinhas
Já não mais lhes pertenciam.

Envergonhados os três gatos
Desculparam-se através de miados
E foram para o alto de um telhado
Refletir sobre a lição ensinada:
Quem tudo quer tudo perde,
Por três mimosos gatinhos.

Maria Hilda de J. Alão

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login.
Total de visualização: 108
[ 21 ] Texto
Votos Poesia Leitura Publicação
0 BRINCANDO COM PALAVRAS INVERTIDAS 168 19/09/2018
0 BRINCANDO COM O NÚMERO TRÊS 77 19/09/2018
0 BRINCANDO COM O NÚMERO CINCO 86 19/09/2018
0 BRIGA DE GATO GRANDE (cordel infantil) 108 19/09/2018
0 O MOÇO ESTRANHO 99 19/09/2018
0 DOM RATÃO NA MANSÃO 202 11/05/2018
0 DOM RATÃO NÃO GOSTA DE PÃO 147 11/05/2018
0 O TESOURO ENTERRADO 203 05/04/2018
0 O TESOURO DA VILA 217 05/04/2018
0 O MENINO E A FLOR 165 05/04/2018
0 O BAILE DO JACARÉ 198 05/04/2018
0 INVASÃO DA FORTALEZA 298 05/04/2018
0 MARIA DA GRAÇA 207 05/04/2018
1 O PRESÉPIO DE NATAL (Cordel Infantil) 206 03/04/2018
1 DONA CORUJA SABICHONA (cordel infantil) 189 03/04/2018
1 A CARTA SOBRE A CAMA 182 03/04/2018
1 A GIRAFA LINGUARUDA 169 03/04/2018
1 CRIANÇA POETA 134 03/04/2018
1 DEIXA-ME FICAR MAIS UM POUCO 151 02/04/2018
0 ALGUM DIA EU TE DIREI. 193 02/04/2018
0 À PROCURA DA POESIA 161 02/04/2018