ALEXANDRE BRUSSOLO

 -  - ALEXANDRE BRUSSOLO
Texto mais lido:
Música (T2941) - Total: 1038
Educares são nossos pontos, nossa pontuação! Educares: 198
10 Autores mais recentes...
RENON DA SILVA BRITO
MAROEL DA SILVA BISPO
LUCAS MENEZES
MÁRIO AMÂNCIO AZEVEDO
VERA SALVIANO
SANDRA TAÍS AMORIM DA CUNHA
GURU EVALD
ROBERT THOMAZ
MOISÉS ANTÓNIO
MAGO JAM
10 Autores mais lidos...
1 1
1
Total: 1
Sala de Leitura
Busca Geral:
Nome/login (Autor)
Título
Texto TituloTexto



Total de visualização: 24
Textos & Poesias
Imprimir

Total Votos: 0
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!
  Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

O Duelo (T894)

Estava ali diante de um jovem que ferira sua honra diante de sua mulher, era petulante dentro de sua juventude, talvez não conhecesse sua reputação, já tinha ferido e até matado por muito menos, não tinha ninguém que o vencesse em um duelo.
Escolheram as armas, e para sua surpresa o jovem escolhera a espada, pois os outros todos escolhiam a arma, talvez por saberem que ele era um exímio espadachim, ou simplesmente porque um tiro é muito mais rápido que uma espada, mas o jovem mostrava além de sua petulância uma coragem que ja teve em sua juventude.
Com a espada em riste sauda o rapaz, e também recebe a saudação, investe com muita fúria para cima do jovem, ao primeiro golpe o rapaz se esquiva com muita destreza mostrando que dominava a arte da espada, outra investida e numa rapidez nunca vista ele se esquiva novamente e desfere um golpe que atinge seu braço rasgando a manga de sua vestimenta e fazendo um pequeno corte, que começa a sangrar. Olha com muita raiva para o jovem, que agora olhava com um ar ainda mais arrogante, como se estivesse saboreando aquele golpe tão certeiro.
Investe contra o rapaz, golpe sobre golpe, tentava embaixo, encima, do lado, e a cada golpe o jovem se esquivava, e mais um golpe, agora no rosto, uma cicatriz que poderia ficar para o resto de sua vida, o ódio agora estava estampado em seus olhos, ele nunca tinha sido ferido em um duelo, mas o jovem era muito rápido, nunca havia visto nada igual.
Vai com toda sua fúria para cima dele quando tenta atingir o rapaz este se esquiva e de repente sente a lâmina fria entrando em sua barriga, que dor, algo estranho, cai ajoelhado diante dele, levanta a cabeça e vê nos olhos do rapaz a satisfação do que estava acontecendo, e antes de cair sem vida entende o que uma vez disseram a ele, que muitas vezes a violência não é a melhor maneira de resolvermos nossos problemas, pois um dia seremos vítimas dela também.


Alexandre Brussolo (08/08/2010)

 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login. Mais textos de ALEXANDRE BRUSSOLO:
A arte de amar (T2387) Autor(a):
A cada dia (T2178) Autor(a):
A cada dia (T2631) Autor(a):
A cada manhã (T1803) Autor(a):
A cada noite (T2004) Autor(a):
A Derrota (T175) Autor(a):
A dor da perda (T690) Autor(a):
A dor de um poeta (T799) Autor(a):
A Era da Incerteza (R30) Autor(a):
A Estrelinha (T443) Autor(a):
A força de Deus (T1585) Autor(a):
A Gafe (T200) Autor(a):
A história se repete (T552) Autor(a):
A Imagem de Deus (T1074) Autor(a):
A Janela (T617) Autor(a):
À luz de velas (T718) Autor(a):
À mercê (T2616) Autor(a):
À Minha Vó... (T202) Autor(a):
A outra metade (T2088) Autor(a):
A poesia de cada um (T2914) Autor(a):
A presença de Deus (T1699) Autor(a):
A Princesa (T1766) Autor(a):
A Princesa (T311) Autor(a):
À Procura do Caminho Certo (T25) Autor(a):
A saudade dói (T1747) Autor(a):
A seu lado (T2157) Autor(a):
À sua procura (T2214) Autor(a):
A tal felicidade (T2840) Autor(a):
A Taturana Ana (T238) Autor(a):
A teu lado (T1831) Autor(a):

Parceria:

Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciências.