Total Visualizações: 2449
Texto mais lido:
John Owen - Hebreus 1 – Verso 3 – P4 - Total: 78

Amigos Recentes

1121 THALYA SANTOS622 EVANDRO JORGE DO ESPIRITO SANTO613 SEDNAN MOURA620 EDIMARCIO MUNIZ PEREIRA587 RODRIGO GIOVANI BORCHARDT401 DÉCIO MACHADO438 LUIZ VICENTE MACIEIRA COSTA499 JOÃO DOMINGOS SOARES DE OLIVEIRA
Meus amigos...
Efuturo: Banner inicial para personalizar. 442 Todos os textos de: SILVIO DUTRA
Busca Geral:
     
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!

 
Imprimir Texto
Total Votos: 0
Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

Há Alguma Coisa Difícil Demais para o Senhor? – P 2

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892)
Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra

Além disso, o nome estabelece a verdade de que Ele é imutável; Ele é "eu sou o que sou". O tempo não o afeta, nem a mudança se aproxima dele. Ele nunca é menos que Jeová; Ele não pode ser mais. Podemos a qualquer momento da noite mais escura descansar com confiança no EU SOU como no dia mais brilhante. De fato, o significado dessa palavra gloriosa é infinito e indizível. Não me admiro que o judeu tenha medo de escrevê-lo e substitua-o pela palavra Adonai, ou Senhor. Nós, rejeitando a superstição, sentimos uma reverência igual, e quando nosso Deus nos diz “eu sou Jeová”, nós nos curvamos diante dEle, e confessamos que todo questionamento de possibilidade está terminado para sempre. No entanto, no texto, por favor, note que o argumento também é fundado na relação do Senhor com o homem. “Eu sou o Senhor, o Deus de toda a carne.” Não há outro Deus para o homem em lugar algum ou a qualquer hora, salvo Jeová. Os deuses dos pagãos, aha, aha! Eles não merecem esse nome; eles são ídolos, mas o nosso Deus fez os céus. Existe um Deus vivo e verdadeiro para toda a carne; existe, não pode haver outro; não há lugar para outro deus, pois o nosso Deus preenche todas as coisas. Ele é o Deus de toda a carne, pois “é Ele quem nos criou e não nós mesmos”. Não fomos evoluídos por lei nem eliminados por acaso. O infeliz, de que falam os idiotas, não é nosso pai: Jeová é o Criador de toda a carne - “Seu poder soberano, sem o nosso auxílio, nos fez de barro e nos formou homens”. Alegra-nos que toda a carne tenha tal Deus. No entanto, observe que, diante do Senhor, os homens são apenas “carne”. Ouça isso, vocês, reis e grandes da terra! Ele chama vocês de “carne”. Com que pesar, vemos a verdade disso na doença do coração de um dos maiores e mais amados potentados! Quão desgraçadamente o vemos em meio à pompa do funeral Quando os maiores dos grandes são levados para serem postos no pasto do verme! Ouça isso, vocês homens de luz e liderança! Você que ornam seus nomes com todas as letras do alfabeto! Você também, com todo o seu aprendizado, é apenas carne. Eu ouço você dizer de tal pessoa, ele é um grande homem? É "grande" uma palavra que pode estar ligada à carne? Qual é a grandeza, a glória, a pompa da carne? Toda a carne é erva, e a erva é cortada e murcha. Certo, certamente é amaldiçoado, aquele que confia no homem e faz da carne o seu braço. Você me fala dos encantos da beleza. Você canta sua amada tão branca e corada; pense no que elas virão a seguir. Carne! Ah eu! Deixe isso para si mesmo. Há algo mais fedorento ou pútrido do que carne quando Deus chama de volta o espírito que a vivifica? Eis a seara da carne no celeiro do sepulcro! Veja como o grande ceifador inventa a corrupção! Isto é o que nós somos homens e irmãos. Deus nos vê em nossa verdadeira condição, e Ele nos chama de “carne”. No entanto, eu me alegro que, enquanto somos carne, Ele é nosso Deus. Como está o verme ligado ao imortal! Homens felizes que têm tal Deus! Não que a carne e o sangue, como são, possam herdar o reino de Deus, nem a corrupção possa habitar com a incorruptibilidade, mas para os crentes no Senhor Jesus há uma ressurreição que nos levará a um corpo de natureza mais nobre. Em breve nos livraremos desta carniça, e estaremos no alto com Ele onde Ele habita, e então, no dia de Seu aparecimento, até mesmo este pobre corpo se revestirá de glória e em nossa carne veremos a Deus. Assim como o Senhor torna o ouro opaco da terra em ouro claro, como o vidro transparente, assim também faz com que esse corpo vil seja como o corpo glorioso de nosso Senhor ressurreto e ascendido ao céu. Nós nos inclinamos diante do Senhor, mesmo nós que somos apenas pó e cinzas, sim, pior, que somos apenas carne, e nós bendizemos o Seu nome, que mesmo assim Ele se digna a chamar-nos Seu povo e ser nosso Deus. O argumento é que, visto que Jeová é o Deus de toda a carne, Ele pode efetuar Seus propósitos pelos homens e trabalhar entre eles coisas que parecem impossíveis. O argumento é tão grande que coloca todos os outros argumentos fora dos tribunais.
O pobre Jeremias está perplexo; ele tem comprado aquele acre ou dois de terra que ele nunca verá, e seus bolsos estão vazios, e Baruque tem guardado os títulos em um vaso de barro, com um meio sorriso no rosto. O profeta se senta e pensa sobre a transação e sua razão como o diabo sussurra: “Que tolo você é! Você poderia muito bem ter comprado um chifre da lua nova”. No entanto, de alguma forma deve ser feito para parecer uma transação sábia e sensata, pois o Senhor nunca faz loucos de Seu povo. Jeremias sente que, como a ordem veio de Jeová, seu próprio julgamento é fora do tribunal; é para o Senhor, e não para ele, compensar a transação. Toda Jerusalém deveria ser queimada e destruída; qual poderia ser o uso de sua compra? Mas, então, a condição de Jerusalém não era o ponto a ser considerado. Deus havia dito: “Eu sou Jeová”, e isso colocara o rei de Judá e seus homens valiosos fora do acerto de contas. Há algo muito difícil para Jeová? Venha, Jeremias, clareie suas dificuldades, coloque em ordem as circunstâncias desanimadoras, chame seus amigos, que todos abanam a cabeça para você, e aponte os dedos para as sobrancelhas deles, tanto quanto para insinuar que você está um pouco longe da sua vida e sentidos, e então, responda a todos eles com isto: “nada é difícil demais para Jeová”. Isso esclarece todas as dúvidas que caberiam em sua embarcação. Abençoado argumento que responde a todas as dificuldades e coloca a fé sobre uma rocha da qual ela não pode ser removida! “Minha alma, espere somente em Deus, pois minha expectativa é dele.”
III. Tendo lhe conduzido até agora, eu agora gostaria que você me seguisse em algo prático, a saber, APLICANDO-O EM DETALHES. O texto diz: “Há algo muito difícil para mim?” Aplique essa pergunta à justificação de sua obediência. Quando você sabe o que é certo, acontecerá, na maioria das vezes, que fazer o certo será custoso ou, pelo menos, arriscado, e se você julgar a maneira dos homens sábios do mundo, você se considerará um perdedor por obedecer a Deus. Você pode perder amigos, reputação, assistência e paz. Esta questão da perda é respondida imediatamente por este fato, que se você fizer o que Deus lhe pede, a responsabilidade de sua conduta está com Ele, e Ele o suportará. “Há algo muito difícil para o Senhor?” Como Ele justificou a ação de Seu servo Elias no Carmelo e justificou a compra feita por Jeremias, assim Ele justificará todas as ações obedientes de Seu povo. Ele trará nosso julgamento como a luz e nossa justiça como o meio-dia. Aplique esta gloriosa verdade ao cumprimento seguro de todas as promessas divinas. Considere algo grande para começar.
Este capítulo evidentemente mostra que os judeus terão um dia para serem convertidos e restaurados. Você acredita nisso? "Oh", diz alguém, "isso seria uma maravilha"! Será uma maravilha, e o texto pode ser lido: "Há algo maravilhoso demais para Mim?" Ele pode chamá-los da sua caça ao dinheiro; pode tirar a sua incredulidade em relação ao Senhor Jesus. Ele pode fazer com que os lábios que agora insultam o nome do Crucificado cantem louvores ao nazareno. Glória ao seu nome, Ele pode fazer com que as águas de Siloé, que fluem suavemente, fluam novamente com bênçãos, e façam a terra desolada novamente florescer como a rosa. Aqueles que crucificaram o Senhor da glória, olharão para Aquele a quem traspassaram e lamentarão por ele. “Há algo muito difícil para o Senhor?” Aplique isso a qualquer caso de grande pecado. Escolha alguém que você saiba que seja especialmente duro de coração e ore por ele com sinceridade e esperança. Escolha algum pecador gritante, ou herege especial, ou feroz odiador da religião e ore por ele. Você diz para si mesmo: “Eu escolherei um caso mais fácil”. Não faça isso. “Há algo muito difícil para o Senhor?” Você, em seu julgamento, colocará alguém além do alcance da misericórdia e fora dos limites da graça? Faça uma aplicação do nosso texto ao pecador mais desesperado e repugnante, e acredite que nada é muito difícil para o Senhor. Ó chefe dos pecadores, se você está aqui nesta manhã, blasfemo, praguejador, ladrão, bêbado, prostituto, prostituta, leve para casa essa questão para si mesmo - Assim diz o Senhor, “há algo muito difícil para mim?” Se você acredita no Senhor Jesus, Deus te salvou, te salvou agora. Ele pode e vai lavar todos os pecadores crentes de todos os seus pecados através do sangue de Jesus, e Ele graciosamente apagará todas as suas iniquidades. Lembra-te como perdoou a Davi e a Manassés, e ao ladrão moribundo, a Saulo de Tarso e a mulher pecadora? Que o Espírito Santo faça uma aplicação pessoal de amor onipotente a cada um de vocês que agora sentem seus pecados! A salvação não é uma coisa muito difícil para o Senhor. Aplique isso a verdades difíceis.
Eu vou colocar diante de você um problema. Existe a verdade da livre agência do homem. É um corte fácil, você sabe, negar que existe tal coisa como o livre-arbítrio, mas não é justo, pois os homens são agentes livres e responsáveis, e Deus os dotou de vontade. Mas a questão complicada surge - se o homem age livremente em suas ações pecaminosas, como a predestinação pode ser um fato? Se todo homem age segundo a sua vontade, como, então, Deus predestina todas as coisas? Eu respondo: “Há algo muito difícil para Jeová?” A resolução desse grande problema me constrange a adorar o Senhor, pois Ele resolve na história real. Eu pude entender Deus executando Seus propósitos sobre substâncias materiais, tais como pedras e madeira, mas esta é a grandeza de Seu poder, que enquanto Ele deixa os homens livres, e de forma alguma os leva a pecar, ainda assim eles agem exatamente como Ele previu que eles fariam. A responsabilidade recai sobre eles, pois eles fazem o que lhes agrada, mas ainda assim Seu propósito divino é efetuado. Pedro disse aos judeus a respeito de nosso Senhor: “Ele, sendo liberto pelo conselho determinado e presciência de Deus que você tomou, e por mãos iníquas crucificaram e mataram”. Eles fizeram o que fizeram de má vontade com mais vontade, e ainda assim foi no propósito divino de antigamente. Eles estavam ansiosos para destruir Cristo por maldade diabólica, e ainda assim, durante todo o tempo, eles foram os instrumentos da morte pela qual somos redimidos da destruição. Tenha fé suficiente para acreditar que Jeová governa o mundo mental tanto quanto o da matéria. Ele faz o que quer entre os exércitos do céu e entre os habitantes deste mundo inferior. Considere outro caso difícil - o mais difícil de todos: a salvação humana. O pecado deve trazer punição. É uma lei inevitável do governo moral que, se você quebrar o mandamento, o comando será vingado em você. No entanto, Deus é misericordioso e está disposto a perdoar o pecado. Como pode ser possível a Deus exercer a plenitude de Sua misericórdia, e ainda assim descarregar as necessidades de Sua justiça? Todos os homens e todos os anjos juntos teriam feito apenas um tolo na tentativa de resolver essa dificuldade. O Senhor respondeu isso. Ele deu o Seu Filho para suportar o nosso pecado. Jeová Jesus morreu e se apresentou como o grande sacrifício por nossas iniquidades. Ali, a lei é honrada e o homem é justamente salvo. “Há algo muito difícil para o Senhor?” Traga aqui seus pequenos problemas. Você está sempre entrando em emaranhados e rosnados. Amigos prudentes tentam ajudá-lo, mas o emaranhado piora. Traga seus casos difíceis para alguém que é mais sábio do que Salomão, e Ele traçará um fio claro para você. “Há algo muito difícil para o Senhor?” Depois do Calvário, nada é complicado ou difícil. O sacrifício expiatório é um triunfo da sabedoria e da graça que nunca pode ter paralelo. O amor aqui usava o cinto de onipotência. Tudo é possível desde que Jesus morreu. Acreditamos na profunda depravação da humanidade, mas Jeová pode mudar sua natureza. O Senhor do amor pode transformar os pecadores em santos. Nós trememos, pois alguns perderam a própria capacidade de virtude. Perguntamos em desespero: “O etíope pode mudar sua pele, ou o leopardo suas manchas?” Mas com Deus tais maravilhas são coisas cotidianas. Para a salvação de grandes multidões, também somos exercitados. Nós olhamos para Londres perversa e sem esperança disso. Nós olhamos para a China, Índia, e África, e dizemos: “Estes ossos secos podem viver?”. “É algo muito difícil para o Senhor?” As lágrimas estão nos nossos olhos quando pensamos no Congo, e nos heroicos que pereceram por suas águas pestilentas. A África alguma vez estenderá as mãos a Cristo? “É algo muito difícil para o Senhor?” Nós olhamos para a igreja em casa nos dias atuais. Está impregnada de mundanismo e sufocada por falsas doutrinas. Oh! Muitos se desviaram do evangelho e se entregaram a mil erros; como pode o mal ser curado? É para ser curado; deve ser curado; será curado, pois assim diz Jeová - “Há algo muito difícil para Mim?” Se o Senhor tivesse deixado apenas um homem fiel debaixo do céu, Ele faria com que aquele homem livrasse a Israel. Mas reservou para si milhares que não dobraram o joelho a Baal. Não tenhamos medo disso, mas mostremos uma confiança ilimitada. A verdade de Deus vai ganhar o dia quem quer que venha contra ela.
“Há alguma coisa difícil demais para Jeová?” Eu vivi para ver, e ainda viverei para ver, maravilhas a esse respeito, como encher minha boca de riso e minha língua de cânticos: “O Senhor fez grandes coisas por nós, pelo que estamos contentes”. Se o Senhor espera um pouco, é para que Ele possa ganhar mais glória. Se Ele parece mesmo recuar, não há muitos homens que recuam quando ele está prestes a dar o salto mais longo? Você já viu um homem recuar a mão quando ele está prestes a dar um tremendo golpe? Deus nunca fica perplexo; Jesus não falhará nem será desencorajado. O Cristo vivo morreu uma vez em fraqueza, mas agora que vive, vive em todo o poder e majestade do Deus vivo. Ao que podemos não aplicar o texto, quando Jeová nos pergunta: “Há algo muito difícil para Mim?”
IV. Por fim, queridos amigos, peço-lhes que tratem o texto como USANDO-O COM PRAZER. O tempo permite, senão poucas palavras. Use o texto como um preventivo do pecado incrédulo. Você diz que você está em uma condição desagradável. Sei que você está e, portanto, o diabo diz: “Estende a mão para a iniquidade”. Uma transação maligna parece ser a maneira certa de tirar você de sua dificuldade. O que! Você deseja ajudar o Senhor? Você sonha que Ele precisa do seu pecado para ajudá-lo a livrá-lo? Fuja da ação precipitada. Não deixe sua mão te criticar, como fez Crammer quando estava na fogueira; ele segurou-a no fogo e gritou: "Essa mão direita indigna", porque uma vez assinara uma retratação. Não peque. Seja pobre, mas seja santo. Seja reto e honesto, aconteça o que acontecer. Deus não precisa da ajuda do seu pecado para que Ele possa lhe dar o seu pão de cada dia. Quando penso em um homem supondo que o pecado é necessário para ajudar a providência de Deus, sinto vergonha. Mesmo no que é certo, nossa ajuda a Deus é como uma formiga que empresta ajuda a um elefante, mas fazer o errado para ajudar o Senhor a prover-nos é uma espécie de blasfêmia. E uma criatura tão pobre como você é, você acha que o seu dedo sujo é necessário para o trabalho divino de Deus? Longe da ideia de que seja sempre necessário fazer algo errado. Deixe todos os pecados de pressa, todos os truques da política, todos os compromissos com o erro, todo o silêncio através do medo de consequências, todos os atos ou não feitos que envolvam uma mancha em sua consciência, sejam repudiados para sempre. Aquela coisa imunda - contemporizando e negociando com o mal, que os homens chamam de prudência - deixe-a ser enforcada sobre a forca do desprezo. Faça o trabalho de Deus completamente, com entusiasmo e intensamente, e Deus o recompensará em Sua graça. Use isto logo para consolo no tempo de dificuldade. Você está agora em um buraco onde não há água; como você pode sair? Ouça: “Há algo muito difícil para o Senhor?” É pior que um poço, você diz; parece um inferno vivo. O Senhor pode te livrar. Lembre-se de Jonas na barriga do grande peixe, que desceu cada vez mais fundo até parecer mergulhar abaixo do fundo das montanhas? Parecia tudo acabado com Jonas. Mas não foi assim. “Há algo muito difícil para o Senhor?” Jonas possuía que “a salvação é do Senhor”, e o peixe não foi capaz de aprisioná-lo por mais tempo. Mais adiante veio Jonas à vida e à liberdade. Jeová livrou os que nEle confiam e ainda nos livrará.
Em seguida, use o texto como uma janela através da qual você olha com expectativa. “Há algo muito difícil para o Senhor?” Espere o inesperado acontecer com você. Aquele que sussurra para si mesmo "Deus vai fazer algo para mim que eu nunca procurei" é o homem corajoso. "Uma tempestade está se formando", chora um deles. É isso? Meu jeito de dizer é que a chuva está sendo preparada para a terra. Irmãos, a bênção do Senhor está vindo sobre as igrejas; procure por isso! Deixe este texto ser um estímulo para você se engajar em grandes empreendimentos. Lance-se para o fundo. Nem sempre continue pescando camarões ao longo da costa. Tente grandes coisas para Deus. Tente algo que você ainda não pode fazer. Qualquer tolo pode fazer o que ele pode fazer; é somente o crente quem faz o que não pode fazer. “Há algo muito difícil para o Senhor?” Volte-se à onipotência e depois avance na força dela. Deixe o texto ser um motivo de adoração.
Oh Tu Senhor, para quem nada é difícil, nós te adoramos! Nós Te adoramos com todo o nosso coração, e neste dia nós acreditamos em vincular nossa fraqueza com Sua onipotência. Nós confiamos em ti para a vida, para a morte, para a eternidade. Querido Salvador, confiamos em você agora com todos os nossos pecados e tristezas. Nada é muito difícil para você, portanto salve Seus pobres servos de acordo com as riquezas da Sua graça –
“Um verme culpado, fraco e indefeso,
Em Seus braços amáveis eu caio;
Sê tu a minha força e justiça,
meu Jesus e meu Tudo.”
PARTE DAS ESCRITURAS LIDAS ANTES DO SERMÃO - JEREMIAS 32.

Faça uma visita a https://25dutra.wixsite.com/comentmenserm
 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login.
Total de visualização: 18
[ 30 ] Texto
Votos Poesia Leitura Publicação
0 Há Alguma Coisa Difícil Demais para o Senhor? – P 2 18 31/08/2018
0 Há Alguma Coisa Difícil Demais para o Senhor? – P 1 9 31/08/2018
0 Início, Meio, Fim e Recomeço – Parte 2 27 10/08/2018
0 Início, Meio, Fim e Recomeço – Parte 1 15 10/08/2018
0 Voltando às Origens – Parte 2 16 08/08/2018
0 Voltando às Origens – Parte 1 9 08/08/2018
0 Como Ir para o Céu 31 25/07/2018
0 Pelo Espírito 52 22/06/2018
0 Amor a Deus 39 15/06/2018
0 Toda Plenitude em Cristo – Parte 2 34 13/06/2018
0 Toda Plenitude em Cristo – Parte 1 28 13/06/2018
0 Santificação – Progressiva ou Instantânea? 33 08/06/2018
0 O Que Nossas Igrejas Necessitam 32 04/06/2018
0 Conforto para os Cristãos – Parte 4 47 01/06/2018
0 Conforto para os Cristãos – Parte 3 43 01/06/2018
0 Conforto para os Cristãos – Parte 2 39 01/06/2018
0 Conforto para os Cristãos – Parte 1 38 01/06/2018
0 A Adoração no Culto Público 43 29/05/2018
0 Qual é a Nossa Parte? 41 24/05/2018
0 Santificação, um Trabalho Progressivo – Parte 2 34 22/05/2018
0 Santificação, um Trabalho Progressivo – Parte 1 28 22/05/2018
0 Hebreus 2 - Versos 5 a 9 – P3 50 21/05/2018
0 Hebreus 2 - Versos 5 a 9 – P2 48 21/05/2018
0 Hebreus 2 - Versos 5 a 9 – P1 44 21/05/2018
0 Domínio do Pecado ou da Graça 49 18/05/2018
0 Hebreus 2 - Versos 2 a 4 – P4 49 17/05/2018
0 Hebreus 2 - Versos 2 a 4 – P3 45 17/05/2018
0 Hebreus 2 - Versos 2 a 4 – P2 48 17/05/2018
0 Hebreus 2 - Versos 2 a 4 – P1 53 17/05/2018
0 Hebreus 2 - Verso 1 – P2 44 15/05/2018

Parceria:

Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciências.