Texto mais lido:
EXISTÊNCIA - Total: 143

Amigos Recentes

133 MAURINY BATISTA591 ANTONIO IDÊRLIAN PEREIRA DE SOUSA710 TATIANA ROZARIO508 ANTÔNIO MURILO COSTA627 COLÉGIO NOSSA SENHORA DAS DORES216 JOSEMAR BOSI638 ZUZA FERREIRA NETO668 JUAREZ FOLLETTO
Meus amigos...
Foto de Capa Efuturo ANDRADE JORGE 385
Todos os textos de: ANDRADE JORGE
Busca Geral:
     
DICA: Utilize o botão COMPARTILHAR (do facebook em azul) ou o LINK CURTO que disponibilizamos logo abaixo desse botão para compartilhar seu TALENTO nas Redes Sociais, compartilhando com mais fãs e leitores de toda parte do Mundo Virtual. Esse recurso foi desenvolvido para ajudar na divulgação de seus textos. USE SEMPRE QUE DESEJAR!

 
Imprimir Texto
Total Votos: 0
Anote esse link curto de seu texto e divulgue nas redes sociais.

PRELUDIO DA INFELICIDADE

Por Andrade Jorge

Nosso sonho acabou
não importa o algoz,
não fui, nem tu, fomos nós,
não importa o pano rasgado, nem o pecado,
amor ao relento alimenta o desalento,
cai no chão estéril, árido e grassa,
consome e some na fogueira que passa e repassa
emoção no olhar, que denuncia e sentencia o final;
Sensualmente tu me dizias:"meu bem",
e assim te chamava também,
secreto código, discreto, malícia verbal,
sinal à carícia, ao abraço, beijo e desejo,
pra terminar no lençol afinal;
Mas o sonho acabou!
hoje quando estranhamente me chama "meu bem"
soa falso, sem graça, sem o sentido outrora contido,
carinho, ternura, sentimentos distantes,
perderam-se por aí afora na madrugada escura,
agora a indiferença é marcante, presença constante,
passa o dia, anoitece, do outro se esquece,
na cama nada mais acontece, tudo em vão,
o que ontem efervescia, hoje noite vazia e fria,
não há chama, nem desejo ou tesão,
choro em silêncio, tu choras também, chora coração;
O sonho terminou, a verdade é o momento,
enxergar a impaciente realidade,
se transformei-me em teu grande tormento,
tu fostes o prelúdio da minha infelicidade.

12/03
imagem google - a caminho da luz - programa
 
   
Comente o texto do autor. Para isso, faça seu login.
Total de visualização: 61
[ 30 ] Texto
Votos Poesia Leitura Publicação
0 PRELUDIO DA INFELICIDADE 61 10/07/2018
0 BATALHA PERDIDA 41 04/07/2018
0 BAGAGEM 126 03/07/2018
0 CRISE 24 30/06/2018
0 QUANDO VOCÊ CANTAR 78 30/06/2018
0 NAQUELE MOMENTO 41 28/06/2018
0 QUEM É ESSE SER? 46 28/06/2018
0 HOMEM AMIGO AMANTE 68 25/06/2018
0 AMANTES 38 25/06/2018
0 FUGA 23 25/06/2018
0 MUDANÇA 59 23/06/2018
0 EXISTÊNCIA 143 23/05/2018
0 LAGRIMA E RISO 28 22/05/2018
0 ACASO 36 21/05/2018
0 SOTURNAMENTE 87 21/05/2018
0 VIVER 41 21/05/2018
0 REFLETIR 29 21/05/2018
0 CONCERTO 52 21/05/2018
0 ANGELICAL E DEMONÍACO 46 16/05/2018
0 AMAR 42 16/05/2018
0 VEM! 44 15/05/2018
0 PARALELO 71 15/05/2018
0 FIRA 77 14/05/2018
0 A MULHER DO BARBEIRO (conto) 68 14/05/2018
0 DESILUSÃO 54 11/05/2018
0 CRIANÇA ESQUECIDA 65 10/05/2018
0 VOGLIO ESSERE RICORDATO (QUERO SER LEMBRADO) 40 08/05/2018
0 MÃES ESPERANÇA (às mães da Sé) 49 07/05/2018
0 MINHA ARTE 56 07/05/2018
0 ELO PERDIDO (DESENCONTRO) 72 03/05/2018

Parceria:

Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciências.